Brasil estreia no Sul-Americano contra a “surpreendente” Colômbia

0
82
Os quarterbacks do Brasil (esq. para a dir.): Lucas Caravita, Romário Reis e Álvaro Fadini. Foto: Richard Ferrari

O Brasil estreia no 1º Sul-americano de Futebol Americano, realizado em Brazlândia (DF), contra a Seleção Colombiana, vencedora do primeiro encontro. Os colombianos derrotaram o Chile em uma partida totalmente dominante, por 29 a 0. Os anfitriões são os favoritos por já terem disputado um Mundial (em 2015) e por ter Ligas Nacionais e regionais com mais de uma centena de times. Na Colômbia, são apenas 16 equipes jogando no campeonato nacional.

Para a estreia, o Brasil não poderá contar com todos os jogadores, por paridade entre as Seleções. Com 45 entre os elegíveis, um dos três quarterbacks brasileiros ficará de fora. Entre os titulares, o veterano Álvaro Fadini analisou a estreia entre Chile e Colômbia: “Pra ser sincero, pelo material que eles têm na internet, eu achava que o Chile ia ganhar. Eles parecem mais bem estruturado, o que você pode ver da Liga deles, da estrutura que eles têm nos jogos, eu achei que o Chile ia vencer. Então pra mim, foi uma surpresa. Não achei que a Colômbia ia dominar o Chile”.

Os colombianos apontaram que a preparação não foi a ideal, mas que o resultado de vitória anima: “Não temos um depth chart completo, não treinamos muito, a última vez foi em julho. Na verdade, não estávamos prontos. Mas isso que passou no jogo contra o Chile nos motiva para conseguir fundos e para que o país reconheça que tem uma Seleção de Futebol Americano, para crescer o esporte na Colômbia e em toda a América do Sul”, explicou o head coach Renzo Devia.

O comandante colombiano acredita que o jogo contra o Brasil pode apontar caminhos: “Estamos focados em ganhar do Brasil. Mas o ponto é como vai ser o jogo. Porque se pudermos competir com o Brasil, se pudermos competir, significa que podemos jogar um Mundial. Se a diferença for grande, significa que temos que trabalhar muito mais”.

O quarterback Andres Joji, um dos quatro que atuaram na vitória contra o Chile, atuou pelo Berlin Thunderbirds e Berlin Rebels e pode ser uma saída para o ataque colombiano. Já o Brasil tem uma constelação de jogadores no ataque que podem trazer a tão esperada goleada, como os running backs Eduardo Maranhão e Lucas Adolfo.

Mais sobre o Sul-Americano

> Igor Mota: Brasil pode ser o catalisador do crescimento do FA na América do Sul

> Com 20 anos de futebol americano, Heron Azevedo avalia o Sulamericano

> A hipermaratona de Victor Quintas

> Brian Guzman: Sul-americano é uma reativação rumo ao próximo Mundial

> Gonzalo Cataldo: “Queremos saber onde estamos e onde queremos chegar”

> Colômbia faz história e derrota Chile na abertura do Sul-Americano

O que vem por aí?

Com a vitória por 29 a 00 obtida nesta quarta-feira diante dos chilenos, a Colômbia vai encarar o Brasil Onças na próxima sexta-feira às 18h no Estádio Chapadinha, com a possibilidade de conquistar de forma antecipada o título da competição.

A partida marcará o retorno da Seleção Brasileira masculina de futebol americano aos gramados após seis anos do último duelo, contra a Argentina no Estádio do Mineirão em 2017.

Todos os jogos do Sul Americano de FA serão transmitidos no canal oficial da CBFA no YouTube.

Confira abaixo a tabela completa do Sul-Americano de FA:
29 de novembro – Chile 00-29 Colômbia
01 de dezembro – Colômbia vs Brasil
02 de dezembro – Brasil vs Chile
Todos os jogos serão às 18h e com entrada franca

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAgenda FABR – 2 e 3 de dezembro
Próximo artigoRomário: “Quem está no FABR sabe o quanto é difícil chegar até aqui”
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here