Com 25 times, SPFL 2023 começa neste domingo

0
339
Times da SPFL realização evento de abertura da competição no TGI Friday's do Shopping Center Norte (São Paulo) Foto: Victor Francisco / Salão Oval

O maior estadual de futebol americano do Brasil começa neste final de semana. Seguindo a linha de sucesso de dividir em três séries suas 25 equipes, buscando regularidade entre a disputa, a São Paulo Football League chega a sua sexta edição com times tradicionais buscando brilhar em Diamante, Ouro ou Prata.

> Confira tudo sobre a SPFL 2023 em nossa página especial

Weilers: campeão chega para defender o título em um novo cenário

O Rio Preto Weilers é o atual campeão invicto da competição e chegou a anunciar 10 reforços em suas mídias sociais, com destaque para Werlang (QB e DB) e Murilo Soares (TE, ex-Rex).

No entanto, as duas perdas sofridas de um ano para o outro é que chamam mais a atenção. O coordenador ofensivo Heitor Medeiros foi para o Sorriso Hornets (agora como head coach) e o quarterback e principal jogador da competição em 2023, o americano Cody Lamoreaux, não fazem mais parte do time de Rio Preto.

“Esse ano nossa aposta é no Caravita (destaque da Seleção Brasileira Masculina de Flag). A vantagem de se ter um sistema bem estruturado é que não precisamos fazer grandes mudanças mesmo com dois quarterbacks tão diferentes. Adaptamos as jogadas aos pontos fortes do Caravita e os jogadores adoraram”, explicou o head coach Alexandre “Xandão” Ribeiro.

Sobre a estreia, contra o Avengers neste domingo, Xandão aponta ansiedade e o desafio de autossuperação: “Tivemos boas adições ao elenco mas também perdas imensuráveis de personel, estou ansioso pra nos ver em campo. Qualquer time pode surpreender se não fizermos o nosso trabalho. Sempre tivemos o foco em nós mesmos e assim permanecerá: nosso adversário mais difícil sempre será nós mesmos”, concluiu.

Vice-campeão puxa lista de desafiantes ao título

O Guarulhos Rhynos perdeu a final por muito pouco na última edição e quer levar o título pela quarta vez (já que, como Lusa Lions, venceu as três primeiras edições da competição). O head coach Fabião, no evento de abertura, destacou a experiência do elenco e a força do time de desenvolvimento (que está na Série Ouro).

Outros desafiantes são os semifinalistas Moura Lacerda Dragons e Corinthians Steamrollers, além do tradicional Spartans, agora Six Spartans. O time se reforçou com históricos jogadores do FABR – o quarterback Ramon Martire e o linha ofensiva Dhiego Taylor.

> Tabela, classificação e muito mais sobre a Série Diamante

Séries Ouro e Prata com times tradicionais

Pela primeira vez rebaixado em um estadual, o pentacampeão paulista São Paulo Storm virou uma grande motivação para todos os participantes da divisão de acesso, a Ouro. Principalmente para seu rival de mais de 15 anos, o Vipers. A Tempestade Azul aposta no retorno de veteranos, seja em campo, seja como staff, para retomar os diais de glória. O destaque é a volta do histórico running back Alan Giamas, que ficará na coordenação de ataque do time.

O Santos Tsunami, outro tradicional rebaixado em 2022, também compõe a Série Ouro em busca de duas vagas para voltar à elite no próximo ano.

E na Série Prata, a tradição também esta marcada com a presença do Mooca Destroyers e ABC Corsários. Os times da Grande São Paulo podem ser surpreendidos com os bons projetos do Ghostship e Guarás.

> Confira tudo sobre a Série Ouro

> Saiba a os destalhes da Série Prata

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here