Defesa brilha, Weilers bate Galo e é Campeão Brasileiro pela 1ª vez

2
345
O Weilers derrotou dois gigantes - Croco e Galo - para sagrar-se Campeão Brasileiro de Futebol Americano pela primeira vez Foto: Yan Barros

O Rio Preto Weilers confirmou sua sina de ser bom na briga de Galo… no caso, o time de futebol americano do Atlético Mineiro. Pela segunda vez no ano, o time do interior paulista derrotou o supertime mineiro em seus próprios domínios. Em um jogo de nível técnico muito alto, a defesa de Rio Preto pouco deixou os mineiros avançarem e com cinco tomadas de bola, garantiram o placar de 16 a 7 e o primeiro título nacional de primeira divisão para o Weilers.

O jogo

Após evitar o avanço do Galo, o Weilers foi feliz em uma campanha bastante competente, que chegou à goal line com um passe de 40 jardas e à endzone com Wellington Fidelis, o Choque, na corrida que usou o pilow para abrir o placar. Com o ponto-extra, 7 a 0 para os paulistas.

Wellington deixou a defesa do Galo em ‘choque’
Foto: Yan Barros

O Galo teve que usar uma quarta descida para chegar ao campo de ataque, mas um sack monstruoso de Colossos em cima de Caravita causou uma segunda para 25 jardas para os mineiros.

No segundo quarto, a defesa paulista e erros mineiros impediram que o ataque da casa avançasse. Já o Weilers, aos poucos, chegou ao campo de ataque e a campanha resultou em um field goal do kicker Ganso – 10 a 0 Weilers.

Com o tempo terminando na primeira etapa, o Galo forçou a jogada e um passe desviado por PPA, Rick interceptou Caravita e colocou a bola na jarda 17 do campo de ataque. E ao toque do two minute warning, os paulistas capitalizaram mais uma vez, em novo field goal de Ganso – 13 a 0.

Nos últimos segundos do segundo quarto, Caravita fez o seu 51 touchdown no ano ao passar para Victor Holden. Lucas Valente converteu o ponto-extra e diminuiu para os mineiros – 13 a 7, Weilers.

A defesa do Galo voltou melhor e conseguiu impedir o avanço do ataque do Weilers. Mas o Galo não aproveitou e Caravita foi interceptado por Thales em uma tentativa de big play com Vilaça.

A bola voltou para o Galo e em uma corrida dos mineiros com Ariel, Rick forçou um fumble e deixou o Weilers na jarda 27 de ataque.

O último quarto começou com as defesas ainda inspiradas, com Chamone forçando um fumble para o Galo. O ataque só foi aparecer com uma recuperação de fumble confusa, mas que favoreceu o Weilers, que chegou à goal line. Sem converter, os paulistas contaram mais uma vez com o chute certeiro de Ganso, colocando 16 a 7 no placar.

Logo após o aviso dos dois minutos, Caravita lançou para interceptação de Pavani, no quinto turnover do Weilers na partida e o placar derradeiro de uma final boa de se ver!

> Confira tudo sobre o Brasileirão D1 2023 da CBFA

O que vem por aí?

Se para o Weilers é o fim de um ano perfeito, com os títulos da Taça Brasil, SPFL e Brasileirão da CBFA, o Galo vai para sua quarta final nacional seguida, a da BFA, contra o Almirantes. Pagando o preço de maratonas, o time foi derrotado no ano passado por T-Rex (BFA), Crocodiles (Brasileirão) e novamente no Brasileirão, contra o Weilers.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAgenda FABR – 09 e 10 de Dezembro
Próximo artigoPlacar FABR – 09 e 10 de Dezembro
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here