Espectros vence mais uma vez e é hendecacampeão do Nordeste

1
352
Callus Cox, o craque do Espectros, marcou em mais um incrível retorno de punt Foto: Anderson Silva / João Pessoa Espectros

Com um ataque inspirado, efetivo e criativo, e uma defesa dominante, o João Pessoa Espectros não deu chances mais uma vez para o rival Recife Mariners e conquistou, pela 11ª vez, a quarta na Liga BFA, o título de melhor equipe do Nordeste. O placar de 49 a 14 foi a segunda maior vitória do Espectros sobre o Mariners em 20 confrontos entre os times, ficando atrás somente da partida de setembro de 2012.

Invicto em pós-temporadas, o time da Paraíba agora aguarda a definição da Conferência Sudeste entre Galo FA e Vasco Almirantes para saber se vai para Belo Horizonte ou Rio de Janeiro na semifinal nacional. A outra semifinal será formada entre o confronto de Rex e Sorriso Hornets x Lobo Vingador.

O jogo

A primeira campanha do Recife Mariners começou com a defesa do Espectros passando muito fácil pela linha ofensiva pernambucana e provocando um sack múltiplo para um three and out. Com o punt no meio do campo, o Espectros começou no meio campo e uma ótima corrida de Jonatha Carvalho.

Com duas primeiras descidas renovadas pelo running back da Seleção (Lucas Adolfo, do Mariners, também está convocado para a classificatória no México), o Espectros chegou à redzone no passe de Rodrigo Dantas para o wide-receiver Vitor Ramalho.

Dantas arriscou na endzone com Jason Shelley, que fez a recepção com uma só mão, mas estava fora do campo. O touchdown veio na valentia do novo papai, Rodrigo Dantas trombando e correndo para a endzone: Diego Aranha confirmou o ponto-extra e o 7 a 0 no placar.

De volta ao ataque, o quarterback Clayton Uecker continuou a não ter paz para eleger seus alvos. Sem renovação da descida, o punt caiu para Callus Cox. Os mandantes chegaram ao campo de ataque desta vez em uma big play de 60 jardas de Rodrigo Dantas para Jason Shelley. Na goal line, o Espectros marcou em lindo play action de Dantas para o tight-end Claudio Santos: 14 a 0 para os paraibanos, após chute de Diego Aranha.

O Mariners conseguiu sua primeira renovação de descida com o passe de Clayton para Pedro Brito. Em um option, Lucas Adolfo levou os pernambucanos para o campo de ataque.

Já no segundo quarto, o Mariners estava próximo da redzone, mas foi novamente pressionado, com Pezão aplicando um sack em Clayton. No entanto, foi marcado um horse collar tackle mandou os visitantes para a redzone. Em um read option excelente, Clayton Uecker correu até a jarda 1. Na goal line, o wildcat com Lucas Adolfo não funcionou. Após dive de Lucas Adolfo, polegadas separavam o Mariners do touchdown, que foi conseguido finalmente pelo running back pernambucano. Felipe Coelho chutou e garantiu o 14 a 7 no placar.

Em nova campanha de ataque, finalmente o Mariners impediu pontuação do Espectros e retomou a bola. Mas, na primeira jogada, Clayton foi interceptado por Rafael Silva, que levou o Espectros até a jarda 19 do campo de ataque. Com dois roughing the passer, o Espectros chegou à jarda 2. Jonatha Carvalho garantiu o touchdown e o 21 a 7 foi garantido pelo chute de Diego Aranha.

No terceiro quarto, o Espectros começou marcando mais uma vez, novamente em linda big play (agora com touchdown) de Dantas para Jason Shelley. A bola saiu da jarda 40 da defesa direto para a endzone. Aranha confirmou o 28 a 7 para o Espectros.

Novo three and out contra o Mariners, o punt foi parar no colo do craque Cox, que marcou mais um em um retorno incrível – 35 a 7 para os atuais campeões da BFA.

Após trocas de interceptações entre os times, ainda no terceiro quarto, Jonatha Carvalho correu a redzone inteira para ampliar a goleada paraibana para 42 a 7.

O Recife Mariners anulou a mercy rule que iniciara no último quarto no touchdown de passe de Clayton para Danilo Farias: 42 a 14 no placar. O Espectros respondeu prontamente, ao chegar rápido na redzone e marcar em um míssil de Dantas para Vitor Ramalho: 49 a 14, placar final na Vila Olímpica da Parahyba.

Assista aos touchdowns da partida em nosso YouTube:

> Saiba tudo sobre a Liga BFA em nossa página especial

COMPARTILHAR
Artigo anteriorManaus e Dragons desistem e alteram playoffs do Brasileirão da CBFA
Próximo artigoPlacar FABR – 08 e 09 de outubro
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here