Álvaro enfrenta time que o formou e dá vitória ao Cruzeiro

0
125
Antes do Sada Cruzeiro (2017), Álvaro Fadini era o QB e grande destaque ofensivo do Tritões. Foto: Chiarini Jr.

Cruzeiro FA e Tritões FA se enfrentaram em busca de uma vitória que os mantivesse vivos na disputa pelos playoffs, a partida que aconteceu no último sábado foi positiva para a equipe mineira que se sobressaiu e venceu o Tritões por 31 a 07.

> Confira aqui o calendário de eventos de futebol americano

O duelo marcava o enfrentamento do quarterback Álvaro Fadini, MVP do Brasil Bowl de 2017, contra a equipe que o formou – o Tritões.

O jogo

A partida começou bem para o Cruzeiro: no retorno do kickoff, onde a equipe estava recebendo a bola, o camisa 6, Fabian Dugin, conseguiu um touchdown de retorno. Com o ponto-extra convertido pelo kicker e craque Chaw, o Cruzeiro fez seus sete primeiros pontos.

Comandado pelo quarterback Álvaro Fadini, o time azul mostrou grande evolução para realizar campanhas que terminam na endzone, como aconteceu mais uma vez, agora com  Erick de Paula. O ponto-extra foi convertido e a vantagem se expandiu para 14 a 0.

Já os visitantes tentavam avançar com corridas, mas esbarravam em uma forte barreira azul, que forçava quase sempre three and outs. O jeito era tentar pelo ar e finalmente, no passe do quarterback Bruninho para o wide-receiver Ximenes, a equipe capixaba conseguiu seu primeiro touchdown. O ponto extra foi convertido pelo kicker Marcelo (91), deixando então a equipe com 7 pontos.

Faltando sete segundos para o final do primeiro tempo, o Chaw ampliou a diferença no placar para o Cruzeiro com um field goal de 42 jardas e as equipes foram para o intervalo com o Cruzeiro liderando 17 a 07.

No segundo tempo, as equipes mantiveram seu sólido embate e continuaram com o bom jogo. O Álvaro Fadini continuou apostando no jogo aéreo, às vezes correndo um certo perigo por ter uma secundária experiente como a do Tritões fazendo de tudo para poder evitar o sucesso das jogadas.

A equipe de Belo Horizonte ainda conseguiu mais dois touchdowns de passe para fechar o placar em 31 a 07. Um deles para o wide-receiver Samuel e o outro para o receiver João Pedro Zanandrez. Em ambos o ponto extra foi convertido por Chaw.

O que vem por aí?

A classificação para os playoffs com duas vitórias e duas derrotas é um cenário real. Por isso, o Cruzeiro ainda tem chances de classificação. Já para o Tritões, com três derrotas em três jogos, o sonho acabou. Lembrando que os oito times com melhor campanha se classificam para os playoffs, independente do grupo.

> Visite nossa página especial e saiba tudo sobre o Brasileirão D1

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPalmeiras bate Oilers e voltará ao Rio nas semifinais
Próximo artigoBrown Spiders quebra a onda do Santos e continua invicto
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here