Rhynos confirma favoritismo e enfrenta algoz nas semifinais

0
75
A partida do wild card da SPFL era tudo ou nada para Rhynos e Ocelots Foto: Yan Barros

Neste domingo (03) o Centro de Treinamento Touchdown recebeu o jogo entre Guarulhos Rhynos e Ocelots FA, válido pela fase wild card da SPFL. E a equipe guarulhense levou a melhor, vencendo por 38 a 15 após um começo de partida muito equilibrado, e garantindo sua presença na semifinal.

O jogo

Apesar da diferença no placar, engana-se quem acredita que o Rhynos teve vida fácil. Mesmo abrindo o placar em sua primeira campanha no jogo com um field goal convertido pelo kicker João Paulo Lustosa, o time de Guarulhos sofreu com o ataque adversário.

Se o Rhynos abriu 3 a 0 em sua primeira campanha, o Ocelots não fez por menos. Após uma boa variação entre jogadas aéreas e terrestres, o time de Jundiaí também tirou o zero do placar em uma boa corrida do running back Anderson “Eleutério” Vinicius . Mesmo sem a conversão de extrapoint, o time liderado pelo quarterback Esdras “Derão” Zanata conseguiu a virada para 6 a 3.

Novamente em campo, o ataque do Rhynos liderado pelo quarterback Catullo Góes não conseguiu avançar e teve que ir para o punt, o que fez com que o time do Ocelots tivesse a oportunidade de ampliar a sua vantagem no placar.

E por muito pouco o time de Jundiaí não conseguiu o touchdown. Rapidamente a equipe chegou a redzone e até esteve a menos de dez jardas da endzone, mas não teve êxito em anotar o touchdown. Por fim, a campanha foi encerrada com um field goal do kicker  Lorençon.

O primeiro quarto terminou com o Ocelots vencendo por 9 a 3, mas o Rhynos reagiu logo no início do segundo período da partida. Catullo acertou um bom passe para o wide receiver Paulinho. Com a conversão do extrapoint, o time de Guarulhos voltou a ficar na frente do placar, 10 a 9.

O ataque do Ocelots não foi bem na campanha seguinte e foi para o punt. Já o Rhynos aproveitou a oportunidade para anotar mais um touchdown. Desta vez, o passe de Catullo foi para o wide-receiver Luiz Felipe Domingues. Mais um extrapoint convertido pelo kicker João Paulo Lustosa, e o placar foi para 17 a 9.

O Ocelots reagiu na campanha seguinte e voltou a se aproximar no placar. O quarterback Derão acertou o passe para o wide-receiver Rodrigo “Faísca” Martins, e sem a conversão do extrapoint, diminuiu a diferença para 17 a 15 a favor do Rhynos.

Antes do término do primeiro tempo da partida, o Rhynos conseguiu anotar mais um touchdown. Desta vez a conexão do quarterback Catullo foi com o wide-receiver Paulo Victor, e com mais um extrapoint convertido, o time de Guarulhos foi para o intervalo vencendo o jogo por 24 a 15.

O terceiro quarto começou com a posse de bola do Ocelots, mas a campanha foi interrompida quando o wide-receiver Aquian “Filé” Felício deixou a bola escapar, a qual foi recuperada pela defesa do Rhynos.

Por sua vez, o ataque do time guarulhense liderado por Catullo Góes voltou a acertar mais alguns passes, e desta vez chegou a endzone adversária com o wide-receiver Henrique “Bigode” Carvalho. Extrapoint convertido, e placar de 31 a 15.

O ataque do Ocelots não conseguia avançar, enquanto o Rhynos  novamente chegou a endzone, desta vez com uma boa corrida do running back Edimarcos “Kinho” Silva.

No último período de jogo, com o placar de 38 a 15 a favor, o Rhynos trocou de quarterback: Ivan Stamborowski assumiu a liderança do ataque guarulhense. Do lado do Ocelots, Derão até que tentou explorar o jogo aéreo, mas acabou sendo interceptado pelo defensive back Thiago Rama. Jogo encerrado, vitória do Guarulhos Rhynos por 38 a 15 em cima do Ocelots.

O que vem por aí?

Com esse resultado, os tricampeões estaduais vão reencontrar na semifinal da SPFL 2022 o Moura Lacerda Dragons, justamente a única equipe que derrotou o time liderado por Catullo Góes na história da liga estadual. A partida será realizada no dia 17 de julho, ainda em local a ser definido.

A outra semifinal será entre Rio Preto Weilers, o atual campeão, contra o Corinthians Steamrollers – confronto que marcou a última final do torneio, em 2019.

Com assessoria SPFL

> Saiba mais sobre a SPFL em nossa página especial

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCorinthians vira com chute no último lance e avança
Próximo artigoMariners afunda Pirates em mais um Clássico dos Mares
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here