Brasil faz partida acirrada, mas perde para Itália na estreia

1
61
Seleção Feminina de Flag Football lutou, mas não conseguiu a virada contra a Itália na estreia do World Games Foto: Flag Football Brasil / Grasiela Gonzaga

A história no World Games começou com muita luta, como sempre é demonstrado pela Seleção Feminina de Flag Football do Brasil. Mas o resultado não veio na estreia da competição que só perde em polidesportismo para os Jogos Olímpicos, destino final buscado pelo Flag Football de todo o mundo. As guerreiras brasileiras lutaram até o final, mas a virada contra a Itália não veio e as europeias saíram vitoriosas por 25 a 19, em partida realizada neste domingo (10) à noite.

O jogo

O Brasil saiu na frente com o touchdown de Larinha e, sem conversão, o placar foi a 6 a 0. Com troca de posses sem pontuação, a Itália aproveitou em seu segundo ataque para empatar. O Brasil teve a chance de retomar a dianteira, mas próximo da endzone, acabou sendo interceptado. A Itália aproveitou e virou para 12 a 6, com o Brasil empatando logo em seguida, com Taísa. Luiza converteu o ponto-extra, deixando o placar em 13 a 12. Mas antes do intervalo, as europeias fizeram mais um – 19 a 13 Itália.

Voltando do intervalo, o Brasil ficou na cara do touchdown com uma linda big play e Lara Nesralla arrematou com um touchdown que deixou a partida igual. No entanto, as italianas responderam rápido, levando o placar para 25 a 19. Com as defesas prevalecendo, os números em Birmingham, Alabama, não mudaram, decretando a derrota da Seleção Brasileira na estreia.

O que vem por aí?

O Brasil está no Grupo B, ao lado de Itália, México e Japão. As meninas da Seleção encaram as duas próximas seleções nesta segunda: o México será às 17h e o Japão, às 22h.

O Grupo A conta com Estados Unidos (atuais campeãs mundiais), Áustria, Panamá e França.

> Siga o site Flag Football Brasil para mais sobre a modalidade

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCarlos Rubens, o CR10, garante a segunda vitória do Redentores
Próximo artigoVipers derrota Storm e quebra tabu pelo Brasileirão D2
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here