No Rio, Árbitro da NFL promove aprimoramento para arbitragem

0
111
Keith Washington, árbitro da NFL, fez parte da equipe que conduziu o Super Bowl 56, em Los Angeles, e esteve no Rio com a árbitragem do FABR para uma clínica Foto: Divulgação
O árbitro da NFL Keith Washington promoveu gratuitamente na última sexta-feira (18), em um hotel do Rio de Janeiro, um encontro de árbitros de futebol americano do Brasil para assistirem a Tom Beard Clinic, um dos mais conceituados eventos de desenvolvimento da arbitragem nos Estados Unidos. Keith Washington fez parte da equipe que conduziu o Super Bowl 56, em Los Angeles.

Os árbitros foram divididos em turmas, de acordo com a posição de preferência no campo e assistiram palestras de grandes nomes do apito, como o Referee do último Super Bowl, Ron Torbert (que enviou moedas comemorativas como lembrança) e o Referee da última final do College Football, Duane Heydt. Após o encerramento do evento norte-americano, Keith reuniu os presentes no auditório para uma troca de experiências, análise de vídeos e de filosofias de arbitragem.

Para fechar o fim de semana, em Duque de Caxias, os árbitros participaram de um treino do Flamengo Imperadores, onde receberam feedbacks e dicas de Keith Washington. Cada árbitro participou de dois quartos de partida, sendo possível, também, ganhar repetições pensando na temporada de competições estaduais, regionais e nacionais.

O encontro teve árbitros de quatro estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso. O paulista Pedro Barros é árbitro há menos de um ano e esteve no evento. Para ele, essa foi uma grande oportunidade: “Para mim, conhecer o Keith foi uma experiência incrível. É quase surreal estar no Brasil e poder ouvir um árbitro que apitou o Super Bowl. Tenho certeza que vou levar os ensinamentos e feedbacks do final de semana para toda minha carreira na arbitragem.”, avaliou.

Keith falou sobre a realização desse evento e a satisfação de ver a aceitação da comunidade: “Esse ano, eu sabia que vinha ao Rio e, coincidentemente, a data calhou com a Tom Beard Clinic que eu sempre frequentei. A ideia de compartilhar informação com as pessoas era ótima. Coordenamos com a comunidade de árbitros do Brasil a presença deles no evento e eu fiquei muito animado de ver a quantidade de pessoas que compareceram.”, avaliou o árbitro.

Washington completou sua visão sobre o compartilhamento de conhecimento e como avalia o tempo junto dos árbitros do Brasil: “Essa foi a minha primeira oportunidade de compartilhar conhecimento com a arbitragem internacionalmente. Até recentemente, eu não sabia que havia futebol americano no Brasil. Ir ao Brasil e compartilhar tudo com eles foi uma tarefa fácil. Não vejo a hora de ter uma oportunidade dessa novamente.”

Além disso, Keith destacou a importância de passar os conhecimentos adquiridos para outros colegas de profissão, uma prática que faz parte do significado de ser árbitro.

“Aqueles que estão na arbitragem entendem o que significa compartilhar conhecimento. Pelos meus mentores, eu aprendi que o conhecimento que recebemos deve ser passado à frente para a próxima geração que está vindo. Eu acredito que estou apto a inspirar essa próxima geração, pois somos todos embaixadores desse jogo.”, completou o Side Judge.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPlacar FABR – 19 e 20 de Março
Próximo artigoAgenda FABR – 27 de Março
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here