Rex vence Manaus FA após 742 dias sem jogar em Timbó

0
1

Após exatos 706 dias, o Timbó Rex voltou a entrar em campo para disputar uma partida de futebol americano, ou ainda se preferirem, 742 dias desde o último jogo na cidade de Timbó. O adversário foi o Manaus FA que enfrentou um desafio logístico para sair da capital do Amazonas para jogar na cidade do interior catarinense.

Os timboenses já vinham treinando há algum tempo, mas sem ainda ter entrado em campo desde a derrota para João Pessoa Espectros no último Brasil Bowl, em 2019. Já a equipe amazonense jogou duas vezes contra o Galo FA, uma em Manaus e a outra em Belo Horizonte.

O jogo

O Timbó Rex começou avassalador, com um touchdown logo no primeiro snap do seu time de ataque após um passe do quarterback Bassani para o wide receiver Gabriel Fontanella e na sequência, foi hora do time de defesa pontuar com uma recuperação de fumble retornada para touchdown do safety Andrew Bernadini. Os dois pontos-extras foram convertidos na estréia do kicker Amilcar com a camisa do Rex. Menos de dois minutos passados no relógio e o placar já estava 14 a 00 para o time da casa.

Parecia que a tarde seria longa para os atletas manauaras, mas a defesa da equipe visitante entrou no jogo e conseguiu parar o Rex até o final do primeiro tempo mostrando muita intensidade e força. A defesa da casa também não deu chances ao Manaus com várias sequências de three and outs.

A exemplo do começo do primeiro tempo, o Rex começou a segunda etapa muito forte e aumentou a diferença no placar. O quarterback Romário Reis entrou no lugar de Bassani e deu uma nova cara ao ataque de Timbó, conectando passes precisos para seus recebedores e finalizando com uma corrida do running back Paulo Alves “Sabonete”, que gerou uma comoção na sideline e na torcida local, já que o atleta sofreu uma lesão séria em sua última partida, mas voltou aos gramados e pôde marcar um touchdown no seu retorno.

O ataque do Manaus continuou sem produzir, a defesa catarinense aproveitou bem o fato de estarem mais descansados devido aos muitos three and outs do primeiro tempo e todas as vezes que entrava em campo colocava muita intensidade nas jogadas.

Não demorou muito até o Rex marcar novamente, e desta vez, um touchdown mais que especial: passe de Romário Reis para o seu irmão Marlos Reis, na conexão afetiva e também dentro de campo. Amilcar converteu o ponto extra e o placar marcava 29 a 00 em Timbó.

O quarto período começou morno, mas mesmo assim, a equipe da casa voltou a marcar com um dos principais reforços do Rex, o wide receiver Jonathas Fonseca “Japa”, ex-atleta do Recife Mariners, que recebeu passe de Romários Reis dentro da endzone e correu para abraçar seus novos colegas de time e conferir o novo placar: 35 a 00

A partir daí, a mercy rule passou a ser aplicada e o jogo que já estava morno, ficou ainda mais tranquilo, mas antes do final da partida o kicker Amilcar, que havia errado dois field goals no primeiro tempo, acertou um chute entre as traves e decretou números finais ao placar: 38×00.

O que vem por aí

O Rex volta a jogar em Timbó contra o GALO FA em uma partida que promete ser o melhor jogo de 2021 no FABR (em 11 de dezembro); já os amazonenses fecham o ano do mesmo jeito que começaram – com um amistoso local, no dia 12 de dezembro, contra o Manaus Cavaliers.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorBFA OffSeason: Manaus FA faz história ao visitar o bicampeão T-Rex
Jogou futebol americano por 8 anos, teve passagens por Corinthians Steamrollers, WSI, Itapema White Sharks, Bucaneros (México) e ABC Corsários. Formado em Turismo pela Universidade Anhembi Morumbi em São Paulo, com MBA em Gestão de Destinos Turísticos pela Universidade Fernando Pessoa (Porto) em parceria com o Instituto de Turismo de Portugal e Pós-graduando em Gestão da Comunicação e Mídias Sociais pela Faculdade Avantis em Balneário Camboriu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here