Fortaleza Tritões agora é Fortaleza Tritões, em parceria com o futebol

0
195
Com a parceria com o Fortaleza Esporte Clube, o Fortaleza Tritões agora cria a expectativa por um amistoso contra o Ceará Caçadores, associado ao Ceará Sporting Club. Foto: Thais Pontes

Se o futebol cearense nunca viveu um momento tão especial na Série A do esporte mais praticado no Brasil e no mundo, este é o melhor momento para que isso seja refletido também no futebol americano. Depois do Ceará Caçadores virar Ceará Caçadores com a parceria com o Ceará Sporting Club, chegou a vez do Fortaleza Tritões ter a sua parceria com Fortaleza Esporte Clube, o que promete ser um ótimo chamariz para um provável confronto entre as equipes em breve.

Fundado em 2016, o time da bola oval foi campeão da Copa Nordeste 2018 se classificando para a disputa da Liga Nacional de Futebol Americano em 2019. No mesmo ano, disputou o World Beach Sports, na categoria flag football contra o Ceará Caçadores e venceu a competição. A equipe agora se prepara para a seletiva de novos jogadores, no mês de novembro a fim de reforçar o seu plantel.

Ampliação do quadro esportivo do famoso time de futebol 

Com a chegada do futebol americano, o Fortaleza se consolida com um clube, reunindo um total de 15 modalidades: futebol masculino e feminino, handebol feminino e masculino, basquete, futsal masculino, eSports, beisebol, hóquei, pólo aquático, natação paralímpica (com Henrique Gurgel), basquete em cadeira de rodas, power soccer e paratletismo (com a Fah Fonseca).

“A parceria entre o Fortaleza e o Tritões é de uma importância muito grande, até pelo momento que o clube está vivendo no cenário nacional. Mostrando que hoje o Fortaleza Esporte Clube não é apenas o futebol de campo. Hoje, estamos atingindo outros esportes, olímpicos e paralímpicos. E o Fortaleza Tritões vem para acrescentar no nosso portfólio mais uma modalidade que vai nos dar uma visibilidade muito grande. O Fortaleza Esporte Clube está muito feliz com essa parceria e eu, em nome dos esportes olímpicos, só tenho a agradecer e apoiar para que isso possa refletir em sucesso para o clube quanto para o Tritões”, celebrou o Diretor de Esportes Olímpicos, Roberto Moreira.

Para o presidente do Fortaleza Tritões, Magnum Bezerra, a parceria é motivo de orgulho e reflete o trabalho realizado pela diretoria do FEC no fomento a outros esportes. “Conquistar o apoio de um clube com uma tradição centenária e destaque no cenário nacional como o Fortaleza Esporte Clube, que vem investindo em outras modalidades, é motivo de orgulho. Esperamos honrar as cores e contar com a torcida tricolor em nossos jogos. Conquistas como essas demonstram que estamos no caminho certo e com essa parceria esperamos nos desenvolvermos ainda mais, tanto dentro como fora de campo”, destacou o dirigente.

Planejamento

Por conta da pandemia, o Fortaleza Tritões suspendeu os treinos e os jogos, retomando somente no mês de agosto deste ano a preparação em campo dos atletas que já foram vacinados. O time mantém todos os protocolos e cuidados necessários na prevenção da Covid-19 e planeja a realização de um jogo amistoso no início de 2022, como preparatório para a competição oficial de futebol americano no Brasil, a Liga BFA (Acesso).

No dia 14 de novembro, a equipe vai realizar uma seletiva de novos jogadores, cheerleaders e assistentes voluntários. Caso tenha interesse em participar, basta se inscrever no site www.fortalezatritoes.com.br e efetuar o pagamento no valor de R$ 10 reais (16 anos é a idade mínima). O valor arrecadado das inscrições será doado para o Abrigo São Lázaro.

Com assessoria Fortaleza Tritões

> Confira a página especial do Fortaleza Tritões

COMPARTILHAR
Artigo anteriorHeitor Medeiros é o novo coordenador ofensivo do Weilers
Próximo artigoPrimeira seletiva de seleção de base de flag football acontece neste fim de semana
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here