Comissões técnicas de flag football comemoram training camp

0
60
Heitor Medeiros viajou de Natal até Osasco para desempenhar o seu papel de Coordenador Ofensivo da Seleção de Flag Football Masculina Imagem: Reprodução Salão Oval / YouTube

A estrutura oferecida pelo Grêmio Audax – com campos de grama natural e artificial bem espaçosos – e o fato de poder contatar com grande parte dos convocados (e até o reservas) das seleções de Flag Football que disputarão o Mundial de Israel em dezembro deste ano foi fatos bastante comemorados pelas comissões técnicas tanto masculina quanto feminina.

Para Heitor Medeiros, coordenador ofensivo do time masculino, todo o esforço dos atletas que vêm de diferentes partes do Brasil – incluindo ele, de Natal (RN) – faz valer a pena. “Está sendo custoso financeiramente, mas estamos melhorando a cada training camp. Quem está aqui está vendo o esforço de todo mundo em fazer história no primeiro mundial”. Heitor também destacou a rapidez do jogo no huddle, favorecido pelo gramado sintético.

Victoria Guglielmo, head coach da equipe feminina, também apontou o comprometimento das atletas: “É uma força tarefa muito grande mesmo. E agora, é muito importante que todo mundo esteja junto”. Victoria aponta que haverá ainda mais dois camps, em 6 e 7 de novembro e 21 e 22 de novembro – muito próximos do mundial, nos dias 6 a 8 de dezembro.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube e confira as entrevistas na íntegra 

 

> Seleções de Flag acertam últimos detalhes rumo ao Mundial de Israel

Número recorde de participantes

A IFAF (Federação Internacional de Futebol Americano) anunciou que o Mundial de Flag Football 2021 contará com um recorde de 42 seleções (masculinas e femininas) de 22 países. O torneio está programado para acontecer em Jerusalém, nos dias 6 a 8 de dezembro. As seleções masculinas e femininas competirão no Kraft Family Sports Campus.

A IFAF diz que o número de equipes competindo é o dobro do evento anterior realizado em 2018, quando 21 seleções de 12 países participaram no Panamá. Os Estados Unidos levaram o título, tanto no masculino quanto no feminino pela primeira vez. A Seleção Feminina brasileira ficou em sexto lugar.

> Confira o histórico de participações da Seleção Feminina em nossa página especial

COMPARTILHAR
Artigo anteriorSeleções de Flag acertam últimos detalhes rumo ao Mundial de Israel
Próximo artigoHeitor Medeiros é o novo coordenador ofensivo do Weilers
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here