Cruzeiro ressurge reforçado para encarar Galo na MGFL

0
440
Treino do Cruzeiro Futebol Americano realizado em setembro de 2021. Foto: João de Assis Neto

O ano era 2018. Em uma reviravolta inesperada, o projeto que acabara de ser campeão brasileiro de futebol americano de forma invicta, não estava mais dentro dos planos da diretoria do Cruzeiro, um dos gigantes do futebol brasileiro e mundial. Com isso, o projeto mudou-se para o rival Atlético Mineiro e dois supertimes de futebol americano iriam se chocar no Campeonato Mineiro daquele ano, em uma expectativa enorme.

A expectativa de um superclássico que unisse a bola redonda (pela tradição de Cruzeiro e Atlético) com a bola oval, no entanto, foi frustrada. O enfrentamento dentro de campo não aconteceu e o Campeonato Mineiro de 2018 foi marcado por muita disputa, mas na realidade, dentro dos tribunais desportivos. Com inscrições irregulares de jogadores, o Cruzeiro acabou excluído da competição e o Galo, ganhando o seu primeiro título estadual.

Um novo projeto, uma nova expectativa

Com a dissolução do antigo projeto do Cruzeiro, uma nova chance em 6 de abril nasceu para o futebol americano prosperar no tradicional clube de Minas Gerais. Aproveitando o ascendente time do Betim Bulldogs como base, o Cruzeiro Futebol Americano é a nova representação da modalidade em um dos gigantes esportivos de Minas Gerais.

E a expectativa do clássico entre Cruzeiro e Atlético renasce, para novembro deste ano. A MGFL (Minas Gerais Football League), campeonato privado (e não-chancelado pela Federação Mineira de Futebol Americano – FEMFA), será disputada em dois finais de semana (dias 6 e 7 e 14 e 15 de novembro). Cruzeiro e Atlético são os dois cabeças-de-chave das semifinais, com os metropolitanos Nova Serrana Forgeds e Golden Lions aguardando a definição para saber quem enfrentarão neste torneio de tiro curto.

Reforços chegando

O Cruzeiro Futebol Americano já anunciou reforços experientes para a competição, como o wide-receiver Sagat (ex-Galo), o running-back Monequi (ex-Tritões) e o defensive-back Caixa (também ex-Tritões). O mais novo reforço é o defensive lineman Augusto “The Bus”, de grande experiência no Tubarões do Cerrado e Leões de Judá, além de ter participado do Mundial de Ohio, em 2015.

> No DF e em Minas: Bus aceita desafio no Cruzeiro sem deixar o Leões

“Não estamos trazendo atletas só para ganhar jogos, mas para passar conhecimentos, e esse foi o pensamento ao trazer o Bus para o Cruzeiro”, explicou Luis Mello, diretor esportivo da equipe. “Taça pega poeira. Acredito que hoje o que fazemos no FABR é deixar um legado para as gerações futuras. E é isso que queremos fazer também aqui – criar uma base forte para os próximos anos”. Segundo Mello, o Cruzeiro ainda irá anunciar mais reforços antes da MGFL.

Além de Luis Mello, o time conta com Ramon Gomes (ex-head coach do Betim) como presidente e Julio Cesar como CEO. A equipes ainda está em tratativas para trazer um head-coach para o projeto, que ainda pensa em ter uma equipe sub-16, outra de flag e outra feminina. Mello aponta que a relação com o departamento de marketing do Cruzeiro é bem próxima, ajudando no networking para patrocínios.

Os treinamentos já estão ocorrendo, com todos os atletas já vacinados com a primeira dose de imunizantes contra a covid-19. Segundo Mello, o uso de máscaras é obrigatório durante os treinos. A ideia é participar da competição em novembro com o máximo de jogadores já com as duas doses da vacina em campo.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCBFA divulga convocação da Seleção Feminina de Flag Football para o Mundial
Próximo artigoNo DF e em Minas: Bus aceita desafio no Cruzeiro sem deixar o Leões
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here