CBFA divulga convocação da Seleção Feminina de Flag Football para o Mundial

2
267
A seleção feminina de Flag Football vai para sua quinta participação em Mundiais: Foto: @FlagFootballBrasil

Em uma live realizada na noite desta quarta-feira (15) no canal oficial da CBFA – Confederação Brasileira de Futebol Americano no YouTube, foi divulgada a lista de atletas convocados para o Mundial de Flag Football Feminino. A competição será realizada entre os dias 6 e 8 de dezembro desse ano em Jerusalém, Israel.

A head coach Victoria Guglielmo convocou ao todo quinze atletas para a Seleção e mais uma lista com onze suplentes. Segue a relação das convocadas:

Alessandra Rodrigues de Souza (Quarterback) – Spartans
Amanda Boabaid (Defensora) – Brasília Selvagens
Ariane Aparecida Lozada (Recebedora e blitzer) – São Paulo Storm
Camila e Silva Batista (Defensora) – Brasília Selvagens
Carolina de Lima (Defensora) – Cobrarés
Ester Biss de Alencar (Recebedora, Passadora e Blitzer) – Antares
Karoline Furoni de Abreu Souza (Defensora) – Caipiras
Karolyne Priscyla dos Santos (Quarterback) – Brasília Selvagens
Kely Araújo Silva das Dores (Defensora) – Antares
Lara Ferraz Torelli (Recebedora e Center) – Piedade Hainus
Lara Rodrigues Nesralla (Recebedora e Blitzer) – Brasília Selvagens
Luíza Calaça Martins (Center, Recebedora e Blitzer) – Antares
Mariana Martins (Defensora) – Antares
Taísa Alencar (Recebedora e Blitzer) – Cobrarés
Pamela Peres (Defensora) – Brasília Selvagens

Também foi divulgada uma lista de suplentes:

Adriana Leite (Recebedora) – Palmeiras Locomotives
Gabriela Felipe Bankhardt (Recebedora e Snapper) – Desterro Atlantis
Janaína Brotzke (Recebedora) – Jaragua Breakers
Laura Helen Aparecida Aguileira Araújo (Defensora) – Barretos Bulls
Lígia Blat Lage (Recebedora) – Antares
Luiza da Cunha Franco (Defensora) – Cobrarés
Marceli Luiza Barufi (Recebedora) – Jaragua Breakers
Pamella Altheman (Quarterback) – Antares
Pamella Pereira (Defensora) – Phoenix
Thálita Serpa Ortiz (Quarterback) – Cobrarés
Thamires Soares Quintino de Abreu (Defensora) – Antares

> Mundial de Flag: “Brasil vai para brigar por vitórias e subir no ranking”

“São 26 atletas extremamente competitivas e competentes. Fazer as escolhas foi uma tarefa difícil para mim e para a comissão técnica. As onze suplentes continuarão treinando com o grupo principal para não só poderem substituir alguém em caso de lesão como também já estarão em preparação para um próximo ciclo, conta Victoria Guglielmo, head coach da Seleção Feminina.

A comissão técnica da Head Coach Victoria Guglielmo conta com a presença de Ana Luiza Cazarin, Bruna Ritscher, Ingrid Camargo e Letícia Paiva.

Número recorde de participantes

A IFAF (Federação Internacional de Futebol Americano) anunciou que o Mundial de Flag Football 2021 contará com um recorde de 42 seleções (masculinas e femininas) de 22 países. O torneio está programado para acontecer em Jerusalém, nos dias 6 a 8 de dezembro. As seleções masculinas e femininas competirão no Kraft Family Sports Campus.

A IFAF diz que o número de equipes competindo é o dobro do evento anterior realizado em 2018, quando 21 seleções de 12 países participaram no Panamá. Os Estados Unidos levaram o título, tanto no masculino quanto no feminino pela primeira vez. A Seleção Feminina brasileira ficou em sexto lugar.

As sete melhores equipes do evento, não incluindo os Estados Unidos, se qualificarão para os Jogos Mundiais de Birmingham em 2022. O Flag Football foi incluído no programa dos Jogos Mundiais pela primeira vez, assim como também será sua primeira apresentação em um evento internacional multi-esportivo.

> Confira o histórico de participações da Seleção Feminina em nossa página especial

COMPARTILHAR
Artigo anteriorSeleção Masculina de Flag está definida para estreia em mundiais
Próximo artigoCruzeiro ressurge reforçado para encarar Galo na MGFL
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

2 COMENTÁRIOS

  1. A única coisa foda é que essas meninas precisam bancar a própria viagem e estão fazendo essa arrecadação por conta própria! Algumas conseguem, tem apoio e tal, outras não! Minha amiga está nessa correria pra conseguir vivenciar essa experiência e representar o Brasil!

    Essa situação só mostra como o apoio ao esporte no Brasil é complicadíssimo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here