Seleções de Flag driblam obstáculos rumo ao Mundial de Israel

2
124
O training camp da Seleção Masculina de Flag Football contou com testes negativos para o vírus SARS-COV-2 e pequenos grupos de drills. Foto: Caio Souza/CBFA

O Flag Football é a modalidade com a maior chance de espalhar a prática do futebol americano pelo Brasil – e pelo mundo. Exigindo muito menos equipamento (basicamente uma cinta com adaptações para prender duas bandeiras), ele é uma modalidade de entrada no esporte (e para muitos, a modalidade-fim) e tem grandes chances de estrear nos Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 2028.

Driblando obstáculos

Por conta do cenário apontado acima, a participação do Brasil em competições internacionais é importante para disseminar a modalidade e firmar o nome do país pelo mundo do flag football. Confirmadas no Mundial – Flag Football World Championship,  FFWC – que será realizado de 6 a 8 de dezembro em Israel, as seleções masculina e feminina estão intensificando a preparação para a competição, que contou com cuidados para driblar a pandemia causada pelo vírus SARS-COV-2.

A Seleção Masculina, que disputará a competição pela primeira vez na história, já realizou um training camp no final do mês de julho em São Paulo, seguindo todos os protocolos exigidos por conta da pandemia de COVID-19.

“Todos os atletas, comissão técnica e staffs tinham como obrigação fazer teste de COVID 24h (PCR) antes do training camp, e foram divididos em pequenas bolhas de até 4 atletas por acomodação, seja casa ou hotel”, explicou Fernando Domiciano, preparador físico da Seleção Brasileira Masculina.

“Todos foram orientados para não ir a bares, restaurantes ou shopping até o final do camp, e monitoramos todos os participantes por 14 dias após o evento, para ter certeza que não houve contágio.”

Um novo training camp da Seleção Masculina será realizado no último final de semana de agosto em São Paulo, o qual seguirá todos os protocolos de prevenção à COVID-19, como foi realizado no evento anterior.

Já a Seleção Feminina, que disputará pela quinta vez o mundial da modalidade, terá seu primeiro training camp presencial em Piedade, no interior de São Paulo, entre os dias 3 e 5 de setembro.

> “Brasil vai brigar por vitórias”

“Estamos ansiosas para retornar aos campos, já que desde o início da pandemia nossos preparativos estão sendo feitos de maneira remota, tanto na parte técnica quanto tática. Vamos seguir todos os protocolos necessários para prevenção de COVID-19 e ficaremos em uma bolha, semelhante a que foi realizada em algumas modalidades como a NBA”, explicou Victoria Guglielmo, head coach da Seleção Brasileira Feminina de Flag Football

“Os treinos presenciais serão importantes para a definição da lista de convocadas para o mundial, e teremos pouco tempo para isso, já que a competição será realizada em dezembro. A expectativa é alta, e não tem como ser diferente diante de todo o cenário.”

> Confira o histórico de participações da Seleção Feminina em nossa página especial

Um olhar experiente

Diretor de Esportes da CBFA – Confederação Brasileira de Futebol Americano e head coach da Seleção Masculina, Dan Müller acompanhará todos os preparativos das duas seleções para a competição, e espera conseguir montar uma equipe competitiva.

“Finalmente voltamos aos treinamentos em campo, temos quatro meses para decidir o elenco final, melhorar a parte física, aprimorar o entrosamento e chegar em Israel com um time competitivo”, comentou Dan Müller – que já foi aos mundiais femininos de 2016 e 2018, além do Mundial Masculino de futebol americano em Ohio, em 2015.

Título dá vaga ao World Games

O Mundial de Flag será realizado no Kraft Family Sports Campus (em Jerusalém), do proprietário do New England Patriots, Robert Kraft. O local já é conhecido no meio como espaço icônico para o Flag Football.

A competição contará com a participação de 42 seleções nacionais em busca do título mundial e uma das 8 vagas para os Jogos Mundiais (The World Games) de 2022 na cidade estadunidense de Birmingham, Alabama, em julho.

Com assessoria CBFA (Confederação Brasileira de Futebol Americano)

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here