Presidente e vice da CBFA renunciam e precipitam novas eleições

4
481
A renúncia de Ítalo Mingoni é a terceira consecutiva de um presidente da Confederação Brasileira de Futebol Americano

Pela terceira vez seguida, o atual ocupante do cargo da Confederação Brasileira de Futebol Americano renuncia ao cargo e não termina o mandato da organização máxima do esporte da bola oval no País. Depois de Guto Sousa, que encabeçou a participação do Brasil no Mundial de Ohio em 2015, renunciar em 2017, e seu vice, Rogério Pimentel, deixar o cargo (junto a toda diretoria) no início do ano passado, chegou a vez de Ítalo Mingoni também renunciar.

A diferença em relação a Pimentel é que somente Ítalo e o vice, Lucas David, estão deixando os cargos, com o restante da diretoria permanecendo. Como presidente interina, Marcelli Bassani, diretora administrativa, assume o cargo, sendo a primeira mulher no posto máximo da CBFA.

No entanto, Marcelli deve ficar de maneira breve no cargo, já que uma comissão eleitoral já está sendo montada para a definição de um processo que conduzirá novos mandatários aos postos de presidente e vice da Confederação.

> Confira a nota oficial da CBFA sobre a renúncia do Presidente e Vice

Hangout exclusivo com Ítalo Mingoni e Lucas David

Para explicar a saída, fazer um balanço de sua gestão e responder perguntas da comunidade do FABR, Ítalo Mingoni e Lucas David estarão no Hangout Extra do Salão Oval nesta sexta (7), às 21h.

Para participar, inscreva-se no canal do YouTube do Salão Oval.

Hangout Extra desta sexta traz entrevista exclusiva com Ítalo Mingoni e Lucas David.
COMPARTILHAR
Artigo anteriorCBFA publica protocolo de retorno a atividades; confira panorama nacional
Próximo artigoGuilherme e Thalles são dois novos talentos brasileiros no México
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

4 COMENTÁRIOS

  1. […] Vacinação, eleição, incertezas. Sim, estamos falando do FABR, que enfrenta em 2021 um ano de interrogações, assim como a maioria dos esportes em todo o planeta – dos Jogos Olímpicos aos estaduais e a Liga BFA, por aqui no Brasil. Se não fosse “apenas” não saber se e quando a vacinação permitirá treinos e campeonatos correrem normalmente, o futebol americano nacional ainda verá a eleição da Confederação Brasileira da modalidade em fevereiro – algo que por si só, traz inseguranças (já que as três últimas chapas renunciaram). […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here