Novidades em 2019, Oilers e Challengers têm reencontro

0
227
O Challengers jogará pela primeira vez fora de Ribeirão Preto nesta temporada Foto: Davi Arduíno

Macaé Oilers e Ribeirão Preto Challengers fizeram a final da Liga Nacional – Conferência Sudeste no ano passado, com vitória dos paulistas, que seguiram em frente na divisão de acesso e conseguiram o título. Os fluminenses lamentaram a derrota e perda da vaga. Mas um golpe de sorte do destino fez com que o Macaé também conseguisse chegar à elite em 2019: a desistência do Juiz de Fora Imperadores e a fusão entre Vasco Patriotas e Botafogo Reptiles em Vasco Almirantes.

Agora, na Liga BFA Elite 2019, os times têm reencontro marcado: neste sábado, 31 de agosto, às 14h, no Estádio Julieta Vianna, na cidade de Rio das Ostras.

Respeito…

O Oilers fez dois jogos duros contra dois campeões nacionais, Vasco Almirantes e Tritões. A equipe do Rio de Janeiro acabou vendendo caro as derrotas e acredita que pode vencer: “Estamos numa nítida evolução no campeonato e estamos prontos para nossa primeira vitória na elite nacional”, explicou Marcelo Mizurine, presidente da equipe.

Apesar da confiança, Mizurine também prega o respeito ao time de Ribeirão, relembrando os encontros de 2018 contra os paulistas: “Respeitamos muito o Challengers. Eles fizeram um jogo muito duro contra o Galo e venceram o tradicional Storm. O head coach deles, Chico Araújo, é muito inteligente. Não há jogos fáceis na Liga BFA Elite. Uma derrota contra eles nos colocaria numa posição muito delicada no campeonato. Temos algumas boas notícias ao nosso lado, o retorno de alguns atletas que estavam lesionados e principalmente a questão de não fazer uma longa viagem. Ano passado os visitamos em Ribeirão Preto e o desgaste da viagem prejudicou muito nosso desempenho, sem querer tirar os méritos da vitória do adversário”, resumiu.

… mútuo

Pensando nos playoffs, o Challengers também busca a vitória. O head coach Chico Araújo considera o desempanho da equipe satisfatório até aqui na competição. “Ganhamos do Storm e perdemos do Galo, porém sabemos que pra ir para os playoffs não podemos vacilar. Tivemos erros muito importantes no último jogo que, se repetirmos, vamos sofrer muito nos próximos jogos. Então, a ideia é corrigirmos esses pontos-chave para não sermos surpreendidos durante o campeonato. Sabemos que podemos jogar melhor e estamos buscando isso”, diagnosticou o técnico.

Chico também fez uma análise do time fluminense, pregando atenção da defesa e ação da linha ofensiva no ataque. “O time deles tem uma boa variação no ataque. Mudam bem as formações e tem boas opções de passe e corridas, tanto com o running back quanto com o quarterback. Então, nossa defesa vai precisar ficar muita atenta durante o jogo todo. Do lado da defesa deles, há jogadores muito rápidos e uma linha defensiva bem consistente. Sabemos que para fazer pontos vamos ter que dominar as trincheiras, ponto-chave em qualquer partida de futebol americano”, resumiu.

> Confira mais sobre a Conferência Sudeste da Liga BFA em nossa página especial

Serviço – Macaé Oilers x Ribeirão Preto Challengers

Quando: Sábado, 31 de agosto, 14h

Onde: Estádio Julieta Vianna, Rio das Ostras (RJ)

Ingressos: R$ 20,00

COMPARTILHAR
Artigo anteriorHP promete intensidade contra Black Hawks
Próximo artigoCom promessa de muitos pontos, Arena Pantanal recebe Arsenal e Coyotes
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here