Na mira da NFL, Stutz brilha no Mariners com apenas 16 anos

0
1750
Guilherme Stutz é linebacker do Recife Mariners e está na mira da NFL Foto: Bruna Monteiro Arte: Cesar Freitas / Salão Oval

Sábado, dia 29 de julho de 2019. Enquanto o mundo do FABR aguardava com ansiedade a estreia da Liga BFA e seus colegas do Recife Mariners viajavam para Salvador (em partida que, no fim, foi adiada), Guilherme Stutz vivia uma ansiedade muito maior: participar de um treinamento especial promovido em São Paulo por observadores da NFL (National Football League).

Atualmente com apenas 16 anos, o jogador já chamava atenção no Rio de Janeiro, quando atuava pelo Flamengo Imperadores. Agora, pelo Recife Mariners, o linebacker começa a brilhar ainda mais. O seu desempenho na vitória em Natal contra o Bulls Potiguares o trouxe para a eleição de Jogador Salão Oval da Semana 4 da BFA. Com três sacks, um fumble forçado e um tackle for loss, Guilherme caiu nas graças do head coach Lucas David e também da torcida azul do Mariners, que o ajudou a vencer em peso nossa votação nos stories do Instagram.

Conheça um pouco mais sobre o adolescente que está brilhando na BFA e tem uma chance de chegar até a NFL.

Salão Oval: Como você descobriu o futebol americano e quando você começou a jogar?

Guilherme Stutz: Conheci o esporte em 2015, quando meu irmão (Gabriel Stutz) começou a treinar no Duques FA, que é um time da minha cidade no Rio de Janeiro (Duque de Caxias). Em 2016, quando ele entrou no Flamengo, eu acompanhei a temporada e um dia me chamaram pra fazer um treino lá. Lembro que foi em agosto e que fiquei super feliz com isso. Treinei até 2018 no Flamengo quando joguei o Campeonato Carioca de futebol americano. Mas antes joguei em 2017 pelo Rio Football Academy, que é um programa incrível. Lá treinei com grandes atletas, como Patrick, Jow, Marcola, Ramon Martire, que é um excelente coach, e pude dividir o campo com garotos da minha faixa etária e foi super divertido.

Salão Oval: Como você foi parar no Mariners?

Guilherme Stutz: Fui para o Mariners após meus pais se mudarem pra Recife. Quando me mudei, um amigo do Flamengo (Douglas Cruz) falou com o Filipe, que joga no Mariners, e ele conversou com os coachs e me aceitaram na equipe.

Salão Oval: Quais são seus ídolos no esporte (internacional e no FABR)?

Guilherme Stutz: Na NFL, meus ídolos são Von Miller, Khalil Mack e JJ Watt. Na BFA, meu ídolo é o Jow (Edilson Asevedo), que joga no Flamengo. Para mim, ele é o melhor do Brasil e, além disso, tenho a sorte de tê-lo como um pai dentro do FABR.

Salão Oval: Estar no radar da NFL – qual é o sentimento ao saber que você tem alguma chance de parar lá?

Guilherme Stutz: Sentimento de imensa felicidade saber que posso ter uma chance de chegar na maior liga de futebol americano do mundo. Mas, ao mesmo tempo, sei que não sou o melhor, mas estou trabalhando duro pra um dia ser o melhor e fazer história no futebol americano.

Confira entrevistas com os outros escolhidos da Semana

> Jogador Salão Oval da Semana 1: Alex Niznak

> Jogador Salão Oval da Semana 2: Talon Roggasch

> Jogador Salão Oval da Semana 3: João Victor Koppe

Como é a eleição do Jogador Salão da Semana

Na temporada 2019 da Liga BFA, a eleição do melhor da semana é feita em no Stories de nosso Instagram – @salaooval_fabr. Cada jogador eleito tem o seu stories, com um link para a matéria do jogo que o fez ser escolhido. O jogador que obtiver mais cliques no link (ou o famoso “arraste para cima”), vence a eleição.

Na semana 4, concorreram Jordan Moore (quarterback do Tubarões do Cerrado), Miguel Canseco (linebacker do Black Hawks), Loan (defensive back, wide-receiver e retornador do Vasco Almirantes) e Guilherme Stutz (linebacker do Recife Mariners). Confira, na imagem, como foi a votação (respectivamente):

Imagem: Reprodução Stories Salão Oval
COMPARTILHAR
Artigo anteriorVitor Fernandes brilha em passeio do Bulls sobre o Scorpions
Próximo artigoTritões traz quarterback americano para “voltar a sonhar”
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here