Em show de viradas, Arsenal vence Hawks em Batalhão

3
270
O Arsenal freou a empolgação do Hawks e venceu a primeira na BFA 2019. Foto: Twitter Arsenal

Depois de ser desautorizado pela Secel (Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer) a usar a Arena Pantanal, o Cuiabá Arsenal fez seu primeiro jogo como mandante na BFA 2019 em seu novo “lar”, o 44° Batalhão de Infantaria Motorizado. A nova casa foi palco da primeira vitória do time no ano: 35 a 32 contra o Rondonópolis Hawks.

O jogo

O primeiro touchdown dos cuiabanos veio logo no início do primeiro quarto. Estando a sete jardas da end zone, Bruno Loeschke correu para abrir o placar. Chute bom de Raolin Leal e 7 a 0.

Pelo lado adversário, os Hawks começaram a campanha ofensiva em boa posição, depois de longo retorno, parado já no campo de ataque. As inúmeras corridas do time pararam na defesa do Arsenal, mas devido as diversas faltas defensivas, o ataque de Rondonópolis acabou sendo empurrado até a endzone. Touchdown do americano Travion Fletcher. Ponto convertido por José Vitor Sales e tudo igual no placar 7 a 7.

No segundo quarto, o jogo virou e quem se beneficiou das faltas foi o Arsenal. Depois de uma primeira descida automática e uma curta corrida, Bruno correu pelo meio, penetrou as trincheiras e percorreu mais de 50 jardas para mais um touchdown de Cuiabá. Outro ponto convertido. 14 a 7.

Não demorou, e os Hawks logo repetiram o roteiro de sua última campanha. Após um passe longo, os falcões ficaram a meia jarda de diminuir a diferença. Bastou João Pedro Vasconcelos romper a goal line e colocar mais seis pontos no placar. Zé Vitor acerta mais um e novamente iguala o marcador. 14 a 14.

No drive seguinte, o quarterback do Arsenal Tom Kudyba decidiu soltar o braço, conquistando dois first downs através de big plays aéreas. Porém, após um passe mal sucedido com perda de jardas e um sack sofrido, o time da capital foi para o field goal. Na conversão, o chute foi bloqueado, mantendo o placar.

Ainda antes do intervalo, os Hawks tiveram a chance de passar a frente do placar. Depois de um touchdown anulado, a equipe também arriscou um field goal, mas também ficou sem a conversão. Já dentro do two minute warning, o ataque voltou a campo mas logo devolveu a posse com um punt. Ainda com tempo no relógio, o Hawks conseguiu conquistar jardas para tentar mais um chute. Desta vez, bola pra dentro do Y e 17 a 14, com os visitantes liderando o placar antes do intervalo.

Os Hawks voltaram dos vestiários já com o time de ataque em campo. Movendo as correntes até as 10 jardas da endzone, Wesley Duarte correu e anotou mais um touchdown. Zé Vitor acertou o chute, abrindo 10 pontos de vantagem no placar. 24 a 14.

Mesmo com a virada, a vantagem de dois dígitos não sobreviveu por muito tempo. Logo no retorno do kickoff, de novo Bruno, que atravessou o campo até chegar a endzone. O kicker Raoni acertou o ponto extra, diminuindo a diferença. 24 a 21.

Ainda na liderança, o time de Rondonópolis continuou se aproveitando da indisciplina dos adversários, conquistando várias jardas automaticamente. Porém, já no campo de ataque, em tentativa de corrida, o running back sofreu um fumble, entregando a posse para o Arsenal. Com muitos avanços, os donos da casa marcam novamente. Conexão de Kudyba para Kent McDonald para touchdown. Mais chute bom para colocar o Arsenal novamente a frente do placar 28 a 24.

Já no último quarto, a defesa de Cuiabá apareceu novamente, forçando um turnover on down e recuperando a bola mais uma vez. Depois de furar a linha defensiva com várias corridas pelo meio, incluindo a do próprio Kudyba, deixando o time a 5 jardas do touchdown, Bruno correu para mais um touchdown. Raoni acertou seu último chute, abrindo 11 pontos de vantagem. 35 a 24.

Ao fim do jogo, os Hawks tentaram mais uma conversão de quarta decida novamente sem sucesso, mas logo depois retornou com seu ataque a campo com um fumble recuperado por sua defesa. Já nos dois minutos finais, os Hawks marcam novamente com touchdown de Gustavo Ourique e ainda convertem dois pontos através de Rodrigo Vega. 35 a 32.

Precisando apenas de um field goal para se manter vivo e levar o jogo a prorrogação, os Hawks tentam o onside kick, a 50 segundos do fim da partida. Mesmo improvável, os visitantes conseguem recuperar a bola a 54 dos postes. Porém, buscando uma melhor posição para seu kicker, o quarterback dos Hawks acabou sendo interceptado por Alan dos Santos, deixando a vitória com o time da casa. Placar final: 35 a 32.

Próximos jogos

Depois da primeira vitória, o Arsenal volta a campo em duas semanas, para encarar os Coyotes em Sinop, que ainda não vencerem na competição. Um semana depois, os Hawks recebem o líder Sorriso Hornets, que se enfrentam dois anos após o último jogo entre as equipes.

> Confira nossa página especial sobre a Conferência Centro-Oeste

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here