Os campeonatos brasileiros de futebol americano em números

Com Maurício da Silva Júnior

0
953
Arte no Facebook da BFA

O campeonato brasileiro de futebol americano já passou por várias fases, nomes, números de times, estados representados, enfim, muito mudou desde a primeira edição em 2009. Mas o mais importante é que finalmente estamos vendo uma evolução. Sem investimentos, como era o caso do Torneio Touchdown, e mesmo o total amadorismo de outras épocas, continuamos sem ser profissionais. No entanto, na gestão da BFA, a grande maioria dos times e a CBFA estão trabalhando juntos para andarmos no mesmo trilho e desenvolvermos o esporte no País.

E como podemos chegar a algum lugar sem ainda termos o investimento necessário?  A resposta é sempre colocar os acontecimentos em retrospectivas, olharmos para tudo o que já foi feito e aprender com os erros. A nossa breve história de campeonatos nacionais tem 10 anos, e com ela, todo um legado das equipes que estão construindo a sua trajetória e ajudando no fomento do FABR. Como sabemos disso? Através das estatísticas abaixo:

Foto: Elisa Richter

Equipes com mais jogos

Cinco equipes brasileiras, tem mais de 70 jogos em campeonatos nacionais, o Crocodiles lidera a lista com 81 partidas. Na lista abaixo é possível ver quais são as equipes mais tradicionais do país, quando o assunto é campeonato brasileiro.

Times JOGOS VITÓRIAS DERROTAS PARTICIPAÇÕES
Coritiba Crocodiles 81 65 16 10
Flamengo Imperadores* 77 59 18 10
Timbó Rex 74 56 18 9
Cuiabá Arsenal 70 54 16 10
Vasco Almirantes 70 52 18 9
Tritões 68 50 18 9
João Pessoa Espectros 64 53 11 7
Tubarões do Cerrado 64 35 29 10
Corinthians Steamrollers 63 34 29 9
São Paulo Storm 62 34 28 10

*Como Rio de Janeiro Imperadores (2009-10), Fluminense Imperadores (2011-12) e Flamengo Imperadores (desde 2013).

Foto: João Guilherme Oliveira

Melhores médias de pontos pró

Desde que chegou a elite, a equipe patrocinada pela SADA, que já jogou como Cruzeiro e agora como Galo FA, é a de melhor ataque da história, com uma impressionante média de 39,7 pontos por jogo, a outra grande força nacional neste quesito, são os paraibanos do João Pessoa Espectros com 37,8.

Times MPF JOGOS
Galo FA* 39,7 18
João Pessoa Espectros 37,8 64
Cuiabá Arsenal 31,4 70
Timbó Rex 30,1 74
Flamengo Imperadores** 28,5 77
Tritões 27,6 68
Ceará Caçadores 27,3 37
Bulls Potiguares 27,0 47
São Paulo Storm 26,7 62
Coritiba Crocodiles 26,6 81
Recife Mariners 26,4 50

*Como Sada Cruzeiro (2017) e Galo FA (2018) ***Como Rio de Janeiro Imperadores (2009-10), Fluminense Imperadores (2011-12) e Flamengo Imperadores (desde 2013). Foram computadas equipes com pelo menos 15 jogos.

Foto: Anderson Silva

Melhores defesas

Sabe aquele ditado que diz: “Ataque ganha jogo, defesa, campeonato”. Pois é, parece que ele se enquadra muito bem no futebol americano nacional, das sete equipes com as melhores médias defensivas, seis foram campeãs brasileiras.

Times MPC JOGOS
Galo FA* 6,4 18
João Pessoa Espectros 9,5 64
Corupá Buffalos 10,0 12
Timbó Rex 10,1 74
Flamengo Imperadores** 10,2 77
Ceará Caçadores *** 11,2 13
Paraná HP 11,7 38
Coritiba Crocodiles 11,7 81
Jaraguá Breakers 12,7 48
Sorriso Hornets 12,7 7
Recife Mariners 12,8 50
Vasco Almirantes 13,3 70

*Como Sada Cruzeiro (2017) e Galo FA (2018) **Como Rio de Janeiro Imperadores (2009-10), Fluminense Imperadores (2011-12) e Flamengo Imperadores (desde 2013) ***Como Dragões do Mar (2012-2013) . Foram computadas equipes com pelo menos 10 jogos.

Foto: Mourão Panda / @photompanda

Aproveitamento

Quando o assunto é aproveitamento, não existe competição para os times da SADA, ambos foram campeões invictos, com 100% de aproveitamento, mas João Pessoa espectros e Coritiba Crocodiles são os times que se destacam, afinal, mesmo estando entre os times que mais jogaram em campeonatos nacionais, o aproveitamento é de 83% e 80% respectivamente.

Times % J
Galo FA* 100% 18-0
João Pessoa Espectros 83% 53-11
Coritiba Crocodiles 80% 65-16
Cuiabá Arsenal 77% 54-16
Flamengo Imperadores** 77% 59-18
Timbó Rex 76% 56-18
Vasco Almirantes 74% 52-18
Tritões 74% 50-18
Ceará Caçadores 73% 27-10
Recife Mariners 70% 35-15

*Como Sada Cruzeiro (2017) e Galo FA (2018) ***Como Rio de Janeiro Imperadores (2009-10), Fluminense Imperadores (2011-12) e Flamengo Imperadores (desde 2013). Foram computadas equipes com pelo menos 15 jogos.

Foto: Letícia Moura – Fotografia

Campeões Nacionais

Uma conclusão é possível tirar desta próxima tabela: O campeonato brasileiro é equilibrado. Bom, não tão equilibrado como gostaríamos durante a temporada regular, mas com o passar dos anos, não temos um campeão soberano como o João Pessoa Espectros é Nordeste, há de certo modo, um grande equilíbrio, mesmo com os 16 títulos disputados, nunca uma equipe venceu mais de 2 vezes, mas o ano de 2019 é grande candidato para quebrar esse “tabu”.

Times PART 3-4º 5-8º
Coritiba Crocodiles 10 2 4 2 2
Flamengo Imperadores** 10 2 2 3 1
Timbó Rex 9 2 1 2 1
Cuiabá Arsenal 10 2 0 6 1
Corinthians Steamrollers 9 2 0 0 3
Galo FA* 2 2 0 0 0
João Pessoa Espectros 7 1 4 2 0
Vasco Almirantes 9 1 3 2 1
Tritões 9 1 1 3 3
Jaraguá Breakers 7 1 0 0 4

*Como Sada Cruzeiro (2017) e Galo FA (2018) ***Como Rio de Janeiro Imperadores (2009-10), Fluminense Imperadores (2011-12) e Flamengo Imperadores (desde 2013). Foram computadas equipes com pelo menos 15 jogos.

Foto: Geraldo Takanage/Overtime do FA

Aproveitamento das regiões

A região Sul tem o melhor aproveitamento entre as quatro computadas; o Norte não é contabilizado pois nunca teve representantes. Vale dizer que, atualmente são somente três confrontos por ano entre regiões diferentes, mas antes de 2016, os times se deslocavam muito mais para se enfrentarem.

Região % J V D
Sul 55% 140 77 63
Sudeste 54% 202 109 93
Centro Oeste 40% 117 47 70
Nordeste 29% 17 5 12

 

Créditos: Fernando Leite

Altos e Baixos

Poucos times conseguem se manter sempre no topo como Coritiba Crocodiles e João Pessoa Espectros, nesta tabela, é possível ver o desempenho das equipes com o passar dos anos.

O Crocodiles nunca deixou de ficar entre os sete primeiros.

Com Maurício da Silva Júnior

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here