Reptiles encara Storm em mais um jogo decisivo

1
204
O head coach Duda Duarte presta homenagem ao colega Dan Muller: "Quero prestar minha homenagem ao Dan Muller, que já comandou nossa seleção e que por anos defendeu com muita honra a camisa do Storm. Máximo respeito" Foto: Jayson Braga

Depois de um início com duas derrotas no detalhe (para América Locomotiva e Tritões), o Botafogo vem encarando jogos decisivos para poder continuar a ter chances de playoffs (contra o Corinthians Steamrollers, Flamengo Imperadores e Vasco Patriotas). E agora, na última rodada da fase regular, a situação não é diferente: o Botafogo Reptiles tem que derrotar o São Paulo Storm no Olaria Atlético Clube para poder ter chances de avançar.

Contas para os playoffs

O Botafogo Reptiles está com a campanha 3-2 e precisa da vitória para chegar a 4-2. Ainda assim, não estará classificado dependendo do seu próprio triunfo. Isso porque os seed 1 (Galo FA, no Grupo Oeste) e 2 (Tritões FA, no Grupo Leste) já estão definidos. As outras duas vagas serão decididas nas melhores campanhas, independente do grupo. Com isso, poderá haver até um empate quádrupulo entre Portuguesa, Vasco, América e Botafogo.

Totalmente ciente da situação, o head coach carioca Duda Duarte resumiu o quão importante é a partida: “Tenho certeza que o Storm não vem ao Rio para cumprir tabela. A realidade é que se perdermos estamos fora. Não vamos medir esforços para garantir nossa classificação. É jogo decisivo”.

No único confronto entre o Botafogo Reptiles e o São Paulo Storm, também no Rio, os cariocas venceram por 30 a 00.

Recomeço com técnico interino

Se para o Reptiles a vitória é vital para as chances de avançar na BFA, para o Storm é um recomeço. Já sem chances de classificação, a diretoria da equipe paulistana resolveu não contar mais com suas duas principais figuras da comissão técnica, o head coach Lucas Cisneiros e o coordenador defensivo Dan Muller, ambos com passagens pela Seleção Brasileira (Cisneiros foi assistente da defesa no Mundial de Ohio e Dan o head coach da inédita empreitada do futebol americano nacional).

“O Storm será comandado pelo Alexandre Branco, de modo interino. Quanto ao resto da comissão, fizemos um realinhamento provisório também para essa partida. Quanto ao planejamento de 2019, nós estamos trabalhando com alguns nomes para fechar a comissão técnica e devemos ter algum anúncio em breve”, explicou o presidente do Storm, Helton Generoso.

> Confira tudo sobre a Conferência Sudeste da BFA 2018

Serviço: Botafogo Reptiles x São Paulo Storm – BFA

Quando: Sábado, 20 de outubro, às 14h30

Onde: Olaria Atlético Clube – Rio

Ingressos: Saiba mais nas mídias sociais do Botafogo Reptiles

COMPARTILHAR
Artigo anteriorEm dificuldades, Tritões lamenta visita ao Flamengo
Próximo artigoFocado, Vasco tenta o improvável contra o Galo
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here