Crocodiles e Rex se enfrentam pelo Seed 1 da Conferência Sul

1
244
No último confronto, o Crocodiles surpreendeu o Rex e venceu por 10 a 07. Foto: André Schroeder

Neste domingo (21), o Timbó Rex viaja até Curitiba para enfrentar o Crocodiles em uma partida que definirá a melhor campanha da temporada regular da Conferência Sul da BFA e consequentemente o mando de campo na final de conferência.

O confronto estava marcado inicialmente para o dia 02/09, mas devido à fortes chuvas que caíram na cidade de Timbó, o jogo teve de ser adiado. Em acordo, as duas equipes decidiram realizar a partida na cidade de Curitiba no final de semana após o término da temporada regular. No final das contas, o Crocodiles acabou se beneficiando, pois teve a última semana de bye e o seu último jogo foi no final de setembro, houve bastante tempo para descansar e estudar o adversário, já o Rex jogou no último Domingo contra o HP e não teve o mesmo tempo de descanso.

O melhor do Crocodiles 

O Crocodiles não joga desde o dia 29 de setembro e não existe uma real necessidade de poupar jogadores para os playoffs, como explica o head coach Fernando Alves: “Então, nós não temos a intenção de poupar ninguém para o jogo de domingo. Primeiro porque esse é um jogo que vai nos dar uma visão muito clara do que precisamos trabalhar e nos concentrar nos playoffs. E também porque o Seed #1 tem o mando de campo em uma eventual Final de Conferência, se nos classificarmos até lá. Então é uma posição estratégica interessante e iremos lutar por ela”.

Fernando também mencionou a importância de jogar em casa e comentou sobre as suas expectativas para a partida: “Jogar dentro de casa influencia sempre, pelo apoio da torcida, familiaridade com as dimensões do campo e por não precisar viajar. A minha expectativa é a melhor possível. Como eu disse na entrevista que tivemos antes do jogo que foi adiado, Croco e Rex tem um excelente relacionamento e também excelentes jogos. Sem dúvida o Rex é um dos favoritos de nossa conferência, estão invictos assim como nós e precisamos dar nosso melhor no domingo.”

Esquecer o passado

Em 2017, mesmo depois do início do campeonato, todos falavam de uma final entre Cruzeiro e Rex, até que na semifinal da conferência, o Crocodiles surpreendeu e levou a melhor sobre a equipe de Timbó, que jogava em casa.

O Rex não quer cometer alguns erros do ano passado e para isso pensa em poupar alguns jogadores que precisam de recuperação, mas sabem da importância do seed 1. 

Para Breno Takahashi, head coach da equipe, o jogo por si só é um clássico e já gera motivação: “O Croco foi a equipe que eliminou o Rex na BFA ano passado. É um jogo que possui motivação apenas por se tratar de um clássico. Além disso, vale o seed 1 e para a gente jogar em casa faz diferença. Ao mesmo tempo, sabemos que é hora de poupar atletas que precisam de recuperação. Quem entrar em campo entrará para jogar um clássico. Espero que os atletas não poupem esforços dentro das quatro linhas.”

Perguntado sobre a possibilidade das duas equipes se enfrentarem na final da conferência e se isso iria mudar o plano de jogo, Breno deixou em aberto: “A CT logicamente está planejando e estudando o que fazer, assim como pro Croco também servirá para estudar o adversário”.

Serviço: Coritiba Crocodiles x Timbó Rex – BFA
Quando: Domingo, 21 de Outubro, às 14h
Onde: Complexo Brown Spiders – Curitiba/PR
Ingressos: Saiba mais nas mídias sociais do Coritiba Crocodiles

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here