Tritões quebra tabu em grande vitória contra o Corinthians

3
500
Niko Fortino fez mais uma boa partida com a camisa do Tritões Foto: Léo Silveira

Eram três jogos e três vitórias paulistas até aqui nos confrontos entre Tritões e Corinthians Steamrollers. E como esperado, o tabu caiu com uma grande vitória capixaba em Vila Velha, em partida válida pela Conferência Sudeste da BFA 2018 – 40 a 06.

O jogo

Após brava resistência da defesa paulista, que impediu um touchdown do time da casa na linha de uma jarda, uma pick-six de Fabrício abriu o placar. Sem o ponto-extra, 6 a 0 Tritões.

Na campanha de ataque seguinte (quando os capixabas já saíram na jarda 29 de ataque), touchdown no passe do quarterback americano Niko Fortino para o wide-receiver Weberton. Brinatti converteu o chute, colocando 13 a 0 no placar.

Sem sucesso nas tentativas de avançar e executando mal os punts, o Corinthians já deixava o Tritões no campo de ataque. Já no segundo quarto, os donos da casa começaram uma campanha na jarda 13. Convite para Niko passar para Cirilo e ampliar para 19 a 00 (extra-point não convertido).

Na primeira boa jogada de ataque do Corinthians, a grande corrida do quarterback Igor Rivelles foi anulada por holding. Na sequência, um sack-fumble de Humberto e recuperação de Thiagão deixaram o Tritões na jarda 11 de ataque. No entanto, o time local não aproveitou para pontuar, recuado por suas próprias faltas e com um field goal bloqueado.

Novos avanços paulistas foram prejudicados por faltas até que Rivelles foi interceptado por Miranda. A ação colocou o Tritões perto da redzone. Novo field goal frustrado e retornado por Brow, mas o relógio não deixou que as ações corintianas continuassem, decretando o intervalo.

O Tritões voltou turbinado no terceiro quarto, com mais um touchdown da dupla Niko-Weberton e uma trick play no ponto-extra, com o polivalente Trapa passando para Pedrão converter dois pontos – 27 a 00 Tritões.

No chute de retorno, um onside kick recuperado pelos capixabas. Com ótima corrida de 36 jardas de Richard, o time da casa estava na goal line. Desta vez, o touchdown veio no passe de Niko para o veterano wide-receiver Danilo. Ponto-extra convertido por Wellington e 34 a 00 no placar.

Os 12 últimos minutos regulamentares começaram com um touchdown da dupla americana Niko Fortino e Lucas Rogers. Improvisado no ataque, Rogers recebeu na endzone e ampliou para 40 a 00 (tentativa de dois pontos não convertida).

Com a mercy rule em campo, o Tritões tentou mais um onside kick, desta vez recuperado pelo Corinthians. Já no campo de ataque e com Jean Monne (wide-receiver) improvisado de quarterback no lugar de Igor Rivelles, os paulistas tiraram o zero do placar. Monne passou para Calebe Rodrigues deixar o placar em 40 a 06 para o Tritões (tentativa de dois pontos não convertida).

O Tritões retornou ao ataque com Patrick no lugar de Niko como quarterback. Sem sucesso dos ataques de parte a parte, a partida terminou em 40 a 06 para o Tritões.

Próximos jogos

Com o horizonte favorável para chegar aos playoffs, o Tritões encara o outro time do Grupo Leste da Conferência Sudeste que também tem campanha 3-1: o América Locomotiva. Já sem chances (0-4), o Corinthians Steamrollers cumpre tabela contra o Flamengo na próxima rodada.

> Confira agenda, resultados e classificação da Conferência Sudeste da BFA 2018

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCom estreia de americanos, Hornets passa fácil pelo Templários
Próximo artigoBreakers derrota Juventude e se afasta do rebaixamento
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here