Portuguesa tenta o improvável contra o favorito Galo

0
266
Mega, do Galo, destaca os bloqueios dos wide-receivers no jogo corrido Foto: João Guilherme Oliveira

Dois dos melhores ataques do Brasil em termos técnicos estarão em campo no Canindé, neste domingo, às 14h. A Portuguesa, com seu ataque aéreo, conquistou o tricampeonato estadual invicto e uma importante vitória fora de casa contra o Vasco Patriotas, com quatro touchdowns do wide-receiver Seiya. Já o Galo assombra as defesas da Conferência Sudeste da BFA com o seu forte jogo corrido, liderado pelo americano Parris Lee, que marcou cinco touchdowns na vitória contra o Storm.

Quem tem o melhor jogo aéreo?

Perguntado sobre esta questão, o wide-receiver Luiz Domingues, da Portuguesa e presente no Mundial de Ohio com a Seleção em 2015, foi enfático na entrevista, que você pode conferir clicando aqui. O corpo de wide-receivers titulares da Portuguesa é formado por Paulinho Santos, Guilherme Jesus, Vinicius Seiya, Luiz Domingues e Paulinho Guimarães.

Apesar de apostar muito no jogo corrido nesta temporada, os recebedores do Galo FA não ficam atrás. São eles Mega, Médici, Sagat, Conrado e Rudá. Vitor Hugo “Mega” discorda e destaca que os recebedores são também importantes para o jogo corrido: “Acho que na Lusa eles têm muitas qualidades sim, mas melhores? Acho um pouco cedo pra falar isso! Temos os mesmo corpo de recebedores campeão do ano passado, mais o Rudá. Nosso time vem vencendo jogos executando gameplans. Vamos executar, seja bloqueando ou recebendo. Mais pra frente falamos sobres números e melhores”, concluiu.

O maior desafio

Apesar do favoritismo do Galo, estrelas das equipes consideram que a partida é o maior desafio de ambas até aqui, como nos confirma Rapha Cruz, cornerback alvinegro e também presente no Mundial de Ohio: “Com certeza será o maior desafio, não é à toa que a briga pela liderança do grupo está em jogo. Nós, da secundária, estamos super ansiosos pra enfrentar um ataque que é 80% aéreo e que contém um dos melhores grupos de wide-receiver do País. Vale ressaltar que ambas equipes possuem técnicos que fazem parte da comissão tecnica da seleção brasileira, o que torna o gameplan de ambas bem sofisticado”, analisou.

Domingues também comentou sobre o jogo e confirma a mesma impressão do lado da Portuguesa: “Jogar contra a defesa do galo é o maior nível de competição que podemos ter, e nós gostamos muito de competir. Sempre dá aquela motivação a mais pra se preparar, para jogar etc. Que vença o melhor, o resultado dessa batalha será respondido em campo”.

> Confira agenda, resultados e classificação da Conferência Sudeste da BFA

Serviço: Portuguesa FA x Galo FA – BFA

Quando: Domingo, 30 de setembro, às 14h

Onde: Estádio do Canindé

Ingressos: saiba mais nas mídias sociais da Lusa

COMPARTILHAR
Artigo anteriorNovas forças, Leões e Hornets jogam em Brasília
Próximo artigoBotafogo vence clássico, com direito a hail mary e final apoteótico
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here