Engenhão não será mais o palco da final do Carioca

1
1178
O Estádio do Engenhão, construído para o Panamericano de 2007 e palco de diversas modalidades, está cedido ao Botafogo até 2027. O clube negou hoje que a final do Carioca de Futebol Americano acontecesse lá. Foto: Autoridade Pública Olímpica

Uma partida que seria emblemática para o futebol americano do Rio de Janeiro, um dos principais pólos do surgimento, desenvolvimento e da prática do esporte no País. Tudo já estava acertado para a final do Campeonato Carioca de Futebol Americano deste ano ser realizada no Estádio Nilton Santos, o Engenhão. Mas a realização de uma partida do esporte da bola redonda em um grande estádio da Cidade Maravilhosa foi frustrada hoje a partida de um tweet do Botafogo de Futebol e Regatas.

Gestor do Engenhão até 2027, o Botafogo foi lacônico em suas razões para negar a realização da final no estádio:

“O Botafogo de Futebol e Regatas esclarece que, ao contrário do que está sendo noticiado, a final do Campeonato Carioca de Futebol Americano, marcada para o dia 10 de junho, não será realizada no Estádio Nilton Santos. 

A Federação de Futebol Americano do Rio de Janeiro (FEFARJ) foi notificada sobre a questão”.

FEFARJ publica nota oficial

Contrastando com o tom lacônico do Botafogo, a Federação de Futebol Americano do Rio de Janeiro foi bastante eloquente, em uma nota oficial de duas páginas. Para a FEFARJ, a rivalidade futebolística acabou atrapalhando a realização da final no Engenhão, já que o Botafogo literalmente não quis ceder o palco no qual dois de seus maiores rivais seriam os protagonistas (Flamengo Imperadores e Vasco Patriotas).

Além disso, o possível desgaste do gramado com a prática do futebol americano também foi apontado (algo totalmente já refutado, com a realização de diversas partidas em sete estádios que foram palco da Copa do Mundo).

Confira a íntegra da FEFARJ abaixo

Posted by FeFARJ on Monday, June 4, 2018

 

A Federação, na nota, já se comprometeu a reembolsar quem realizou as compras antecipadas dos ingressos. A nova data e local devem ser anunciados até quarta-feira.

Flamengo Imperadores e Vasco Patriotas comentam

Os times fariam o oitavo clássico no Engenhão, com até agora seis vitórias rubro-negras e duas dos vascaínos. “Foi uma decisão que nos pegou de surpresa. Os times não são mandantes do jogo mas estávamos ajudando a organização do campeonato a acertar os detalhes para fazermos o maior evento de Futebol Americano que o RJ já teve, porém hoje fomos notificados pela Federação de que o Botafogo havia desistido de ceder o estádio. O acordo existia, e algumas reuniões já haviam sido feitas no estádio, com participação da administração do local, para definir detalhes logísticos e tudo mais que envolvia o evento”, explicou o presidente do Vasco Patriotas, Marcel Dantas.

Edílson “Jow” Asevedo, presidente interino do Flamengo Imperadores, também lamentou o ocorrido, mas preferiu enaltecer o legado do primeiro Campeonato Carioca com a participações dos grandes times da capital e da Federação: “Acredito que o valor que essa final tem para o futebol americano no Rio é muito maior do só um evento em um grande estádio. Acreditamos que a união de todos os times do Rio com a Federação, todas as entidades reunidas sob um objetivo tenha sido a grande evolução desse primeiro semestre. O Rio de Janeiro ganha também em relação ao amadurecimento da Federação, que está aí para auxiliar os times ao máximo em relação a estrutura para times, jogadores, torcedores e apoiadores”.

> Confira nossa página especial sobre o Campeonato Carioca 2018

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPlacar FABR – 02 e 03 de Junho
Próximo artigoPlayoffs Catarinense: T-Rex e quem mais?
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here