Weilers derrota Santos em partida movimentada

1
103

Na tarde deste domingo (18) o Rio Preto Weilers fez sua primeira partida em casa pela São Paulo Football League (SPFL), derrotando o Santos Tsunami por 46 a 20 no Estádio Teixeirão. O jogo foi válido pela segunda rodada do campeonato e, além disso, tinha o atrativo de valer o título da Taça da Cidade, em comemoração pelos 166 anos de São José do Rio Preto.

Este foi o segundo triunfo do Weilers pelo Grupo B da SPFL, o que o coloca mais próximo de uma das três vagas para os playoffs. Já o Santos teve a sua segunda derrota em dois jogos.

> Confira tudo sobre a SPFL 2018

O jogo

A primeira posse de bola da partida foi do Santos Tsunami, que não obteve êxito diante da forte defesa do Weilers, que forçou o punt. Já na primeira campanha do Weilers, o ataque começou a todo o vapor, e depois de um passe do quarterback Gabriel para o wide-receiver Leo Loto, o time da casa colocou 7 a 0 no placar. O Weilers continuou com uma defesa muito forte e forçou outro punt do Tsunami. Uma nova campanha dos anfitriões marchou até a  a endzone do Santos e com um touchdown terrestre do americano Cody Lamoreaux, que colocou 14 a 0 no placar.

O Santos reagiu e e após uma interceptação do Weilers que não foi validada por falta da defesa, o time da Baixada fez seu primeiro touchdown, anotado por wide-receiver da Seleção Paulista sub-19, Danilo: 14 a 07.

No momento em que o Weilers poderia colocar a vantagem novamente em 14 pontos, o quarterback Gabriel cometeu um erro e ao tentar passar a bola para o seu running back, jogou na mão do defensor do Santos. O pick-six do linebacker Xuxa deixou o jogo empatado.

A igualdade durou pouco, já que no retorno, o americano Dion West Jr correu incríveis 85 jardas até o touchdown, que deu novamente a vantagem ao time riopretense: 20 a 14 (xp no good do kicker Ganso).

A defesa do Weilers voltou a funcionar no final do segundo quarto, segurou o ataque santista e forçou outro punt. Com o ataque em campo, os riopretenses chegaram a redzone, mas tiveram que se contentar com um field goal com o kicker Ganso, levando o placar de 23 a 14 para o intervalo.

No retorno da partida, o Weilers começou com a bola, e com uma boa campanha chegou a um novo touchdown da conexão Gabriel-Lotoaumentando a vantagem para 15 pontos de diferença, após o erro do extra-point. O placar de 29 a 14 forçava o Santos Tsunami a usar os passes, mas na tentativa para uma quarta descida, o Weilers recuperou a bola e capitalizou outro field goal com Ganso, deixando o placar em 32 a 14. No final do terceiro quarto, o Santos que tentava buscar se aproximar no placar e foi interceptado. O ataque aurinegro não perdoou, com Gabriel lançando para mais um TD, aumentando ainda mais a vantagem: 39 a 14.

O Santos, mesmo com ampla desvantagem no placar, não desistiu da partida. No início do do último quarto fez mais um touchdown com sua grande revelação, Danilo. A tentativa de dois pontos foi frustrada e o placar marcava 39 a 20. Já o Weilers continuou a atacar, gastando o relógio. No entanto, a campanha acabou em um field goal não concluído.

O Santos, que ainda lutava, marchou até a redzone dos Weilers, mas na tentativa de lançamento para a endzone foi novamente interceptado. Após retomar a bola, o Weilers, em um lindo passe de Gabriel e ótima recepção de Lamoreaux, decretou o placar final em 46 a 20. O Santos ainda fora interceptado mais uma vez antes do apito final, em boa ação do defensive back Fernando, que estreava pelo Weilers.

Com a vitória, além de seguir sem perder na SPFL, o Weilers conquistou o título da Taça da Cidade 2018.

Texto adaptado do release enviado pela Assessiva Comunicação (Leo Roveroni)

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPlacar FABR – 17 e 18 de Março
Próximo artigoCampineiros vencem na abertura do Paulista de Flag
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here