Pingo lidera virada e Espectros vai ao Brasil Bowl

0
118
Everton Antero, o Pingo (#43), foi o nome do jogo, com dois touchdowns. Foto: Anderson Silva Fotografia

Jogando em casa e como o apoio de sua torcida, o João Pessoa Espectros venceu a semifinal dos invictos e está no Brasil Bowl contra o Sada Cruzeiro, em partida que será disputada na Arena Independência em Belo Horizonte, no dia 10 de dezembro.

Na partida deste domingo, o campeão brasileiro de 2015 encarou um aguerrido Cuiabá Arsenal, que começou na frente e pressionou o ataque do Espectros. Everton Antero, o Pingo, tomou o protagonismo do jogo de Ken Joshen e deste momento em diante, o domínio foi do time da casa, que venceu por 40 a 21.

O jogo

Assim como a semifinal de Curitiba, o jogo começou com o kick off recuperado pela própria equipe que chutou, neste caso, o Cuiabá Arsenal. Com jogadas seguras, o Arsenal chegou à redzone, forçando o primeiro tempo do Espectros. Nada adiantou, já que a dupla americana Kudyba e KJ foi certeira, com a corrida do head coach e polivalente jogador adentrando a endzone paraibana: ponto-extra confirmado e 7 a 0 no placar.

No ataque, Rodrigo Dantas buscou uma big play com Heron e tentativa de mais de 50 jardas foi frustrada pelo onipresente KJ, que interceptou o quarterback da Seleção Brasileira. O protagonismo continuou com o americano, que levou o Arsenal ao campo de ataque com seguras corridas curtas. A sequencia, no entanto, foi infrutífera, com um punt sendo o resultado final.

Com o Espectros no ataque, equipe da casa chegou à redzone antes do fim do primeiro quarto. Com a mudança de lado, quem começou a campanha, terminou: Everton Antero, o Pingo, correu 15 jardas para o touchdown – ponto-extra confirmado com Diego Aranha, jogo empatado em 7 a 7.

O Arsenal retornou ao ataque, mas um fumble recuperado pelo linebacker Jesus Emmanuel frustrou a tentativa de resposta dos visitantes. Se o protagonismo do primeiro quarto foi de KJ, Pingo pegou o papel no segundo, levanto o Espectros a uma jarda da endzone. O touchdown foi feito por ele mesmo, em uma jogada típica de um fullback: ponto-extra não confirmado por Diego Aranha, 13 a 7 Espectros.

Até o aviso de dois minutos, as defesas prevaleceram sobre os ataques, como no saque realizado pelo NT do Arsenal, Duzão, convocado para o amistoso Brasil x Argentina no dia 16/12 no Mineirão.

No minuto final, já dentro das últimas dez jardas, Rodrigo Dantas achou Heron na endzone, mas um holding anulou o touchdown. Antes do apito final, o Espectros optou pelo field goal, convertido por Diego Aranha: 16 a 7 Espectros.

No começo do terceiro quarto, após um punt do Espectros, a bola bateu no jogador do Arsenal e foi recuperada pelo time da casa, que continuou no ataque. Pingo e Jonatha, no jogo corrido, levaram o Espectros até a redzone. No entanto, Erivaldo Silva foi perfeito ao empurrar o time da casa para a jarda 28, em lindo sack sobre o quarterback Rodrigo Dantas. Diego Aranha entrou em ação e garantiu mais três pontos com um field goal: 19 a 7 Espectros.

O último quarto começou com o Arsenal reagindo, em passe de 25 jardas de Tom Kudyba para Felipe Andrade. Com ponto-extra confirmado, o Arsenal reagira para diminuir a vangtagem do Espectros em 19 a 14.

A resposta do time da casa veio no retorno, com Carlos Cox atravessando o campo com o MVP Salão Oval de defesa de 2016, o americano Carlos Cox: ponto-extra confirmado por Diego Aranha, 26 a 14 Espectros.

Na continuação, em jogada confusa, Flavinho Gouvêa interceptou o passe de Tom Kudyba e retornou para a redzone. O Espectros aproveitou em nova corrida, desta vez com Cleverson Almeida: ponto-extra confirmado por Diego Aranha, 33 a 14 Espectros.

O Arsenal tentou reagir na conexão entre Kudyba e Camacho, que foi o destaque ofensivo dos visitantes: ponto-extra confirmado, placar 33 a 21 para o Espectros.

Já dentro dos dois minutos, o Espectros continuou correndo para gastar o relógio. A defesa do Arsenal parou o ataque da casa e quanto um punt parecia que ia ser retornado pelos visitantes, um erro deu a chance para Flavinho Gouvêa levar a bola até a endzone e decretar o placar final: 40 a 21, após ponto-extra de Diego Aranha.

> Confira todas as informações da BFA em nossa página especial

COMPARTILHAR
Artigo anteriorEspectros e Arsenal duelam para encarar Cruzeiro na final
Próximo artigoPlacar FABR: 18 e 19 de Novembro
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here