Petroleiros vence clássico potiguar e segue vivo na briga pelos playoffs

3
93
Foto: Divulgação UFERSA Petroleiros

Neste domingo (03), UFERSA Petroleiros e Bulls Potiguares se enfrentaram pela Conferência Nordeste da BFA. O confronto foi o quinto entre as duas equipes potiguares, sendo o segundo vencido pelo time de Mossoró.

O jogo

O clássico potiguar foi dominado pelos ataques, mais precisamente pelos dois americanos de cada equipe. De um lado Omar Kharroub, o QB dos Bulls, que mesmo sem a vitória, teve mais uma atuação excelente. Do outro, Ray Bradley, o RB do Petroleiros, que não deu chances para a defesa adversária e foi fundamental para segunda vitória do UFERSA.

E quem começou a batalha de touchdowns foi Ray, com uma longa corrida de 23 jardas para a endzone. Paulo Feijão converteu o extra-point. (7×0)

Logo depois a defesa do Petroleiros forçou um fumble e recuperou a bola. O ataque aproveitou a campanha e pontuou novamente, com uma corrida do QB Lucas Vinicius. Feijão converteu novamente o ponto extra. (14×0)

Ainda no primeiro quarto, os Bulls diminuíram a desvantagem, no primeiro touchdown de Omar. Igor Daniel fez a recepção para os seis pontos. Ponto extra perdido. (14×6)

No segundo quarto, os Petroleiros continuaram com seu forte jogo terrestre e logo pontuaram mais uma vez. Novamente Lucas em corrida de 11 jardas para a endzone. Primeiro ponto extra desperdiçado pelo time de Mossoró. (20×6)

Buscando uma reação, os Bulls chegaram a seis jardas da endzone e mesmo com quatro tentativas aéreas, Omar não conseguiu capitalizar e teve que devolver a bola através de um turnover on downs. Com a defesa desavisada, Ray percorreu praticamente todo o gramado em uma longa corrida e chegou novamente a endzone. Mais um ponto extra perdido (26×6)

Na volta do intervalo, os visitantes começaram de fato a reação e pontuaram duas vezes no terceiro período, com mais duas conexões entre Omar e o WR Igor. Antônio Reinaldo “Foguinho” converteu um dos dois pontos extras. (26×19)

Já no último quarto, Ray Bradley alcançou novamente a endzone e ampliou a vantagem dos donos da casa, com mais um chute certeiro de Feijão. (33×19)

Mas o time da capital não se deu por vencido e buscou o empate com mais dois passes certeiros de Omar para touchdown, um nas mãos de Matheus e o outro novamente com Igor. Foguinho converteu os dois pontos extras, deixando o placar empatado pela primeira vez na partida. (33×33)

Com um eminente overtime, o UFERSA ainda teve a oportunidade de liquidar a fatura no tempo regulamentar, pelo pés de Paulo Feijão, mas o kicker não obteve sucesso no chute de 53 jardas levando o clássico a ser decidido na prorrogação.

Começando com a posse de bola, o Petroleiros iniciou sua primeira campanha no OT de forma precisa, com grande conexão do QB Lucas para o WR Mikael Almeida. O avanço deixou o time na linha de 1 jarda. Mais que suficiente para Ray Bradley adentrar pela quarta vez na endzone e colocar o time de Mossoró novamente a frente do placar. (39×33)

Os visitantes até tiveram a chance de evitar a derrota, mas o ataque comandado por Omar não conseguiu sequer um first down, decretando a segunda vitória do time mossoroense sobre a equipe da capital potiguar.

Final de jogo: UFERSA Petroleiros 39×33 Bulls Potiguares

Com a vitória, o time da UFERSA se livrou de vez do rebaixamento e ainda tem uma chance de alcançar a próxima fase da BFA. Para isso, o time vai ter que vencer o Tropa Campina, dia 23/09 em casa e torcer para uma combinação de resultados envolvendo Mariners e Bulls.

Já os Bulls se complicaram na tabela e é único time que pode evitar o rebaixamento dos Pirates. Para se manter na BFA, o time tem que vencer um de seus dois últimos duelos, sendo o próximo fora de casa, contra o Recife Mariners, já nesse próximo domingo.

> Confira o panorama da Conf. Nordeste da BFA

3 COMENTÁRIOS

  1. Só uma correção: Os pontos EXTRAS convertidos pelo time d Bulls quem os efetuaram foi o Kicker “Foguinho” número 49, e não o Fullback Icaro del Picha.

    Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here