Ousado, Juventude vence em Curitiba e fica na BFA

1
120
O americano Marvin Desir, quarteback, foi vital para a vitória que garantiu a permanência do Juventude na BFA. Foto: Facebook Juventude

Em partida emocionante e com duas viradas, Brown Spiders x Juventude fizeram de tudo na partida que definiu qual equipe da Conferência Sul da BFA cairia para a Liga Nacional em 2018. Ousado no começo do jogo, quando anotou na primeira campanha e ainda executou bem um onside kick, o Juventude ainda teve o americano Marvin Desir como arma principal para virar o jogo no último quarto, vencer por 19 a 17 e permanecer na elite do futebol americano nacional.

O jogo

O Juventude conseguiu chegar ao ataque rapidamente com um lindo passe de Marvin Desir para Marcos Almeida. Na redzone, a corrida do americano AJ Brown garantiu seis pontos para os gaúchos, que não conseguiram completar o ponto-extra por um erro de snap: 6
a 0.

Os gaúchos vieram realmente com tudo e, com muita ousadia e competência, executaram com maestria um onside kick para continuar no ataque. O Brown Spiders apareceu no jogo pela primeira vez de forma efetiva no sack sobre o quarterback americano Desir, provocando uma terceira longa para os gaúchos, que gastaram dois timeouts no drive. Um fumble piorou a situação gaúcha, que teve que ir para o punt.

Em sua primeira tentativa de ataque, o Brown Spiders chegou ao campo adversário com a recepção do wide-receiver Athos Daniel. Na redzone, o quarterback Candiotto não conseguiu conectar com seus recebedores e a saída dos paranaenses foi converter o field goal com Fracaro – 06 a 03 Juventude.

Na sequência, o Juventude perdeu a bola e o fumble foi recuperado pelo veterano defensor paranaense, Becker. Novamente com a bola, o Brown Spiders tentou o empate em novo field goal, mas a pontaria não foi a mesma.

Erros de execução dos ataques continuaram a prevalecer no segundo quarto, com as campanhas sendo finalizadas em punts. Para quebrar o show de erros, Athos Daniel conseguiu uma linda recepção de 30 jardas, colocando o Brown Spiders no campo de ataque. O Juventude respondeu com um sack sobre Candiotto, forçando os donos da casa a um fumble.

Dentro dos dois minutos finais, a bola esteve com o Brown Spiders no ataque, que mesmo gastando todos os seus timeouts, não conseguiu alterar o placar, que apontava os gaúchos à frente na primeira metade do jogo: 06 a 03 para o Juventude.

A troca de punts prosseguiu no início do segundo quarto, mais por méritos das defesas do que por falta de execução dos ataques. No lance que arrancou onomatopéias da torcida paranaense, o quarterback Desir forçou o braço em passe e o Juventude não ampliou por pouco.

O Brown Spiders respondeu com o bom jogo corrido de Misael e passes de Candiotto, para chegar ao campo de ataque. Na jarda dois, o quarterback Anderson Candiotto correu e virou para os donos da casa – Fracaro confirmou o ponto-extra e o placar de 10 a 06.

O último quarto era definitivo para as duas equipes buscarem a permanência na elite do futebol americano nacional. E o quarterback Marvin Desir, do Juventude, parecia saber disso e tentou resolver com as próprias pernas na primeira campanha de ataque. Em passe para seu compatriota AJ Brown, o Juventude chegou à redzone. Desir correu para a endzone e anotou o touchdown da virada, mas os gaúchos não converteram o ponto-extra: 12 a 10.

O Brown Spiders veio para o ataque e acabou perdendo a bola, em fumble recuperado pelo Juventude. No ataque, Marvin Desir mais uma vez foi decisivo e marcou mais um correndo: com o ponto-extra, o placar mostrava 19 a 10 para o Juventude, com quatro minutos restantes para a improvável virada paranaense.

O que restava ao Brown Spiders era tentar e o quarterback Anderson Candiotto conectou passes que levaram os paranaenses à redzone. Tentando marcar o touchdown, Candiotto sofreu fumble, recuperado wide-receiver Anhuci: com o ponto-extra, o Brown Spiders diminuiu para 19 a 17 a vantagem gaúcha, pouco antes dos dois minutos finais.

Com a posse de bola, o Juventude ainda foi para uma quarta descida que queimou os timeouts do Brown Spiders e ajoelhou para a decretar o placar final e a glória de permanecer na BFA em 2018.

O que vem por aí

Esta foi a última partida do Brown Spiders na elite do futebol americano nacional até no mínimo 2019; já o Juventude ainda tem mais um jogo, contra o Paraná HP, que terá validade apenas para os paranaenses, já que os gaúchos não tem mais chances de playoffs.

> Confira o panorama da Conf. Sul da BFA

COMPARTILHAR
Artigo anteriorTranquilos, Rednecks e Arsenal definem Centro-Oeste
Próximo artigoStorm derrota Locomotiva em jogo de afirmação
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here