Lusa vence Reptiles, adversário direto por vaga nos playoffs

0
63
Foto: Chiarini Jr.

Em partida disputada, nervosa, com muitas faltas e até exclusões, a Lusa Lions derrotou o Botafogo Reptiles no sábado (02), por 30 a 14, em partida válida pela BFA. Foi o segundo triunfo dos paulistas na competição, enquanto os cariocas tinham três vitórias até então.

Para a Lusa, foi uma vitória importante contra um adversário direto a uma das quatro vagas da Conferência Sudeste aos playoffs; para o Reptiles, é uma faca no pescoço para o próximo jogo, quando vencer o forte Tritões será a única opção.

O jogo

A Lusa Lions já foi feliz em seu primeiro drive, anotando um lindo touchdown aéreo com Cristiano. Com a ausência de Renan Buzz, João, o kicker do dia, anotou o extra-point (assim como todos os outros do dia) – 7 a 0 Lusa Lions.

Com uma forte defesa, que não dava espaço ou tempo para o ataque do Reptiles concluir suas ações, a Lusa Lions forçou 3 and outs cariocas, mas não conseguiu avançar até a redzone com o seu ataque. A próxima pontuação veio com o time de especialistas, quando Matias Peinado bloqueou um punt e Arthur De Lucca, em uma fase iluminada, fez o seu: 14 a 0 Lusa Lions.

O segundo quarto continuou com a Lusa como protagonista. Matias apareceu mais uma vez, interceptando o quarterback Mamão e recolocando os donos da casa no ataque. A campanha terminou em um punt que deixou o Reptiles dentro das cinco jardas de defesa e forçados a mais um 3 and out. Johnny retornou para touchdown, mas uma falta anulou a pontuação. No entanto, a posição de campo foi favorável para mais um passe preciso de Catullo, desta vez para o wide-receiver Cabral marcar – Lusa 21 a 00.

O primeiro tempo terminou com a reação do Botafogo Reptiles, que encaixou alguns passes, mas chegou à endzone graças a faltas pessoais da Lusa Lions e a uma interferência de passe, que deixou Mamão em excelente posição para conexão com Loan. No extra-point, a Lusa conseguiu dois pontos ao bloquear o chute e retornar para a endzone carioca: Lusa Lions 23, Reptiles 06.

O terceiro quarto viu um predomínio das defesas sobre os ataques, com a melhor chance sendo desperdiçada por um drop do wide-receiver carioca Felipe Juncal, já na endzone. No último quarto, em drive protagonizado pelo running back Francês, a Lusa ampliou com a recepção do wide-receiver Jesus, fazendo 30 a 06 para os locais.

Antes do final, o Botafogo Reptiles ainda diminuiu com o touchdown de Felipe Juncal, destaque ofensivo do segundo tempo carioca, e a conversão de dois pontos que decretou o placar final: Lusa Lions 30, Botafogo Reptiles 14.

> Confira o panorama da Conferência Sudeste da BFA

COMPARTILHAR
Artigo anteriorTritões vence a quinta consecutiva sobre o Minas Locomotiva
Próximo artigoParaná HP derrota Istepôs e se aproxima dos playoffs
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here