Confiante no planejamento, Paraná HP recebe Istepôs

0
55
Em primeiro plano, o head coach do Paraná HP, Carlos Copi Jr. Foto: Patri von

Neste domingo (03), o Paraná HP enfrenta em seus domínios o São José Istepôs em partida válida pela Conferência Sudeste da Brasil Futebol Americano. Ambos os times entrarão em campo pela quarta vez na competição. Até o momento os paranaenses somam somente uma vitória; já os catarinenses venceram dois dos seus três jogos.

A única partida na história de Paraná HP e São José Istepôs foi no ano passado, quando a equipe visitante deste final de semana ainda levava consigo a alcunha de WSI. Na ocasião, o HP venceu pelo placar apertado de 07 a 06.

Problemas no ataque?

Com as duas derrotas que o Paraná HP sofreu para o Timbó Rex e Santa Maria Soldiers, a equipe bicampeã paranaense precisa vencer o confronto dentro de casa neste final de semana para se manter no pelotão da frente da Conferência Sudeste e embolar a briga pelas três vagas restantes para a próxima fase.

Para o HP conseguir sua segunda vitória na Brasil Futebol Americano, o time sabe que precisará de uma boa atuação de seu setor ofensivo, que nas quatro últimas partidas contra adversários de fora do estado do Paraná só conseguiu marcar dezessete pontos, uma média de pouco mais de 4 pontos por partida. (00×03 – Soldiers, 34×07 – T-Rex, 07×06 – WSI, 37×00 – T-Rex)

“Na minha opinião, não tem fundamento analisar esse numero pelo fato de termos tido apenas dois jogos com equipes de fora (em 2017), sendo um contra o Rex (uma das melhores defesas da história do FABR) e outro em um campo após 70mm de chuva e com uma decisão dos árbitros de reduzir em quase um quarto o tempo de jogo”, rebate o head coach paranaense Carlos Copi Jr.

“Como estamos falando desde o início do ano, estamos em um processo de instalação do ataque e planejamos levar dois anos pra ter um desenho mais fiel do que temos planejado para o time. É natural que em alguns momentos ainda tenhamos inconsistências, mas não considero os dois últimos jogos nesta categoria, pelos fatores já expressos”, adiciona.

Istepôs em busca de encaminhar a classificação

Se os mandantes buscam sua primeira vitória da temporada contra uma equipe que não é do estado do Paraná, o São José Istepôs quer o resultado positivo neste domingo para ficar muito próximo de sua classificação para os playoffs da Conferência Sudeste.

Com o Brown Spiders e Juventude F.A tendo já quatro derrotas na BFA, caso os visitantes vençam o duelo deste final de semana, somente uma cascata de resultados poderá tirar a vaga dos catarinenses, como a possibilidade de um empate triplo entre Coritiba Crocodiles, Paraná HP e São José Istepôs (3-3)

“Ainda estamos no meio da temporada regular e as possibilidades são muitas. Vamos enfrentar três campeões estaduais nessa reta final. Consideramos a vitória fundamental para os nossos objetivos de playoffs, mas sabemos que não será suficiente para nos garantir entre os quatro primeiros. Assim, se nem a vitória nos garante na pós-temporada, não podemos fazer contas com uma derrota, pois isso complicaria demais nossa situação. Por isso, viajaremos a Curitiba pensando só na vitória, mas conscientes da dificuldade do jogo que teremos pela frente”, declara Ernani Valério, head coach do Istepôs.

> Confira o panorama da Conferência Sul da BFA

Serviço

Paraná HP x São José Istepôs

Complexo Esportivo Brown Spiders – Curitiba/PR

03/09 – 14 horas

Ingressos: R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia)

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAGENDA FABR: 02 e 03 de Setembro
Próximo artigoRex vence sensação da temporada e se classifica aos playoffs
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here