Soldiers encara Crocodiles por novo patamar

0
62
Gustavo Petter foi o head coach das duas últimas conquistas estaduais do Soldiers. Crédito: SM Soldiers/Reprodução/Júlio Desordi

O Santa Maria Soldiers já enfrentou o maior detentor de títulos do futebol americano nacional por duas vezes, ambas por Campeonatos Brasileiros promovidos pela CBFA à epoca: em 2012, perdendo por 35 a 06 em casa, e em 2013, no Paraná, em outra derrota.

Mas o momentum é completamente outro agora: enquanto o time gaúcho vive a melhor fase de sua história, com uma invencibilidade de onze jogos e um título gaúcho invicto, o Coritiba Crocodiles encara um período ímpar em sua história: passou o ano de 2016 sem títulos e, em 2017, pela primeira vez, não foi à final do Campeonato Paranaense.

Croco: novo ânimo com a BFA

Mas o começo positivo na BFA, com uma vitória sobre o Istepôs, já deu um novo ânimo para os bicampeões brasileiros (2013-14) e heptacampeões paranaenses (2009-15): “Foi muito positiva (a vitória). O time apresentou-se de maneira diferente, mais positiva, nesse início de torneio. Começamos a perceber que os ajustes que fizemos em nossa rotina começaram a ter efeito”, explica Fernando Alves, coordenador defensivo do Coritiba Crocodiles.

Perguntado sobre o quão impactante seria a viagem de 854km entre a capital paranaense até Santa Maria, Alves preferiu dar mais importância ao Soldiers: “Com certeza nossa cabeça está no adversário. O Croco é um time que já viajou muito, então a viagem e o cansaço são coisas que aprendemos a lidar. Estamos indo enfrentar o atual campeão gaúcho, já com bons resultados na BFA, então esse é o nosso foco no momento”.

Soldiers: vencer por um novo patamar

Invicto há onze jogos (com um estadual e a conquista da vaga para a BFA nesta trajetória), sendo duas vitórias já no nacional deste ano, uma vitória contra o supercampeão Crocodiles significaria o aumento da série invicta, uma grande chance de classificação ou subir ao patamar dos grandes times do Brasil de uma vez? “Tudo isso junto. Temos este ano a oportunidade de confrontar e medir força com grandes equipes para termos uma noção de onde estamos no cenário brasileiro. Uma vitória contra o Croco nos daria visibilidade e talvez a chance de melhorarmos nosso plantel para o ano que vem”, explica Gustavo Petter, head coach do time gaúcho.

Mas como chegar a esta vitória que mudaria o Soldiers de patamar? “Acredito que o jogo será decidido nas adaptações do plano de jogo. O time que se adaptar melhor e mais rápido ao plano adversário sairá vitorioso”, sentencia Petter.

Confira mais informações sobre o jogo de sábado, às 14h, em Santa Maria, nos links abaixo.

> Confira o panorama da Conferência Sul da BFA

> Serviço da partida

COMPARTILHAR
Artigo anteriorSaiba tudo sobre a Copa Sul, que começa neste final de semana
Próximo artigoLocomotiva busca quebra de tabu contra Botafogo Reptiles
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here