T-REX é pela terceira vez campeão catarinense de forma invicta

0
1303

Em partida disputada no Complexo Esportivo SESI Blumenau, o Timbó REX venceu o São José Istepôs, por 28 x 07. A equipe de Timbó conquista o seu terceiro campeonato em três anos seguidos, fazendo história ao chegar a sua 14ª vitória consecutiva nesse período.

Vale constar que nas três finais que o T-REX sagrou-se campeão, o São José Istepôs ficou com o vice-campeonato.

2015 – Timbó REX 39 x 00 São José Istepôs

2016 – Timbó REX 17 x 06 WSI Istepôs

2017 – Timbó REX 28 x 07 São José Istepôs

Foto: Carlos “Cacá” / Salão Oval

O jogo

Já na primeira jogada do SC BOWL XII, o Timbó REX mostrou porque é o atual bicampeão catarinense e bicampeão brasileiro. No retorno de kickoff, Meurer conseguiu quebrar tackles de forma eletrizante, garantindo um retorno de 90 jardas para o REX abrir o placar! Ponto extra convertido. (7×0)

Na primeira jogada ofensiva do T-REX, a equipe timboense conseguiu se manter em campo com bons avanços terrestres de Carlos Medeiros. Já no campo defensivo do Istepôs, o QB Bassani encaixou um excelente passe para Meurer partir para seu segundo Touchdown no jogo. Ponto extra convertido. (14×0)

Pressionado pela diferença de duas posses no primeiro quarto, o Istepôs começou a testar jogadas mais longas. No entanto, Bruno “Pezão” foi interceptado por Rafael Reiter, que devolveu a bola para o ataque do T-REX, que não conseguiu contabilizar em Touchdown o turnover do São José.

Com as duas equipes bem postadas com suas defesas, o segundo quarto foi mais duro para os ataques. Nos últimos instantes do segundo quarto, o setor ofensivo do Timbó REX conseguiu se sobressair sobre a defesa do Istepôs: Berg foi para o Field Goal, mas sem sucesso.

Foto: Carlos “Cacá” / Salão Oval

No terceiro quarto, o São José Istepôs veio empenhado em abrir o placar. Em sua primeira jogada ofensiva do segundo tempo, o Istepôs chegou até o meio do campo defensivo do T-REX, só que em uma quarta descida para duas jardas, a defesa timboense parou Mazolla para manter o placar 14 x 00.

Voltando ao ataque, Bassani comandou os dinossauros de Santa Catarina para mais um drive para Touchdown. Em um passe certeiro no meio de três defensores do Istepôs, Ronan fez uma recepção espetacular para Touchdown! Ponto Extra convertido (21×00)

Vale a pena conferir a comemoração do jogador:

Ainda no final do terceiro quarto o Istepôs teve seu melhor momento na partida, quando Gustavo Costa interceptou Bassani e deixou a equipe de São José em ótima posição de campo. Mesmo com o turnover, a maré vermelha não conseguiu seu primeiro touchdown.

De maneira implacável, no final da partida o T-REX conseguiu ampliar o placar com um fumble forçado por sua defesa, culminando no touchdown de Polastri. Ponto extra convertido (28×00)

Restando 17 segundos para o final da partida, os guerreiros de São José ainda tiveram forças para conseguir não ir para casa sem abrir o placar, com Nicolas Klaus. Ponto extra convertido. (28×07)

Pontuadores:

TD: Meurer (2), Ronan (1), Clair José (1) [REX] / Nicolas Klaus (1) [Istepôs]

XP: Boddenberg (3/3), Diogo David (1/1) [REX] / Mikael (1/1) [Istepôs]

Quem pode parar o T-REX?

Com mais um título em sua história, o T-REX chega para o campeonato nacional de 2017 como a grande força a ser batida. A equipe comandada por Amadeo Salvador somente perdeu duas partidas nos últimos três anos e a apresentação de gala nesta final catarinense deixa claro que os timboenses estão mais que preparados para sua estreia na BFA, que será no dia 22/07, contra os atuais bicampeões paranaenses, o Paraná HP.

> Confira todos os jogos e agenda do Timbó REX em 2017

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here