Quem sobe? Confira como foi a abertura da Liga Nacional

No último final de semana, 12 equipes abriram a 3ª Liga Nacional, desde times que nunca haviam entrado em campo até times mais experientes, todos buscando o acesso à elite do Campeonato Brasileiro.

0
491
Geraldo Takanage

Assim com na Superliga, o kickoff da Liga Nacional foi dado pelo Centro Oeste com uma rodada dupla na capital federal. E seguindo a tendência da primeira divisão, ambos os resultados foram inesperados.

Pela manhã, Brasília V8, quarto colocado no Candangão, enfrentou o Brasília Templários, time ainda em ascensão e que disputou apensas amistosos esse ano. Mas mesmo com a experiência e com um elenco muito maior do que o adversário, o V8 não conseguiu parar os Templários que conquistaram sua primeira vitória em competições.

E pela tarde, a história não foi diferente. Os Leões de Judá, campeões estaduais e semifinalistas da Liga Nacional em 2015, enfrentaram o Brasília Alligators que também não havia jogado o estadual esse ano. O jogo foi bastante equilibrado, mas no fim a vitória ficou com os jacarés. Confira o vídeo da partida:

Em Santa Maria, no clássico gaúcho da rodada, os campeões do Gigante Bowl receberam o Porto Alegre Pumpkins.

O jogo começou pegado, com poucos avanços e muitas faltas. Quem abriu o placar foi QB Douglas Rodrigues em um passe de 28 jardas para Alexandre Macagnan. Extra point convertido. O segundo quarto continuou igual, com o constante jogo corrido dos Pumpkins sendo parado pela defesa dos Soldiers, enquanto o ataque anfitrião chegava mais perto da redzone e ampliava o placar com dois FG do kicker Maurício Faé.

No segundo tempo, os Pumpkins resolveram investir um pouco mais no jogo aéreo, mas mesmo assim o time não conseguiu chegar a endzone. Enquanto isso, o ataque dos Soldiers teve menos dificuldades e confirmou a vitória com mais um FG de Faé e dois TDs, um corrido de Márlon Limana e um recebido por Paulo Muraro.

Em São Paulo, o Mooca Destroyers fez sua estreia não só na competição, mas fez seu primeiro jogo oficial de sua história. O adversário foram os mineiros do Uberaba Zebus.

O time da casa começou melhor, primeiro com uma tentativa de FG não convertido e depois com um fumble forçado e recuperado na endzone pelo linebacker Lucas Croce para abrir o placar do jogo. Extra point convertido por Paulo Capucho.

No segundo quarto, o jogo ficou mais equilibrado com muitas faltas, algumas à favor do time mineiro, levando o time até a redzone. Sem conseguir o TD, os Zebus foram para o FG, convertido pelo kicker Carlos Rocha.

No terceiro quarto, com uma corrida do atleta Crodô, os Destroyers ampliaram o placar em 14 a 03. Após o touchdown, coube ao time da casa administrar o relógio até o último quarto. Mas faltando dois minutos para o fim da partida um fumble recuperado pelos Zebus e uma corrida do WR Hugo Flávio, botou os mineiros de volta na busca pela vitória.

Mas após isso nada deu certo. Além de não converterem os dois pontos, o time ainda conseguiu recuperar um onside kick, mas teve a jogada anulada por falta. Bola para fora e vitória do time paulista.

Mantendo a rivalidade, Weilers e Coronéis se enfrentaram em São José do Rio Preto, abrindo o Grupo 2 da Conferência Sudeste.

Quem abriu o placar foram os Weilers, em um passe do QB americano Jaylen Alfaro para o recebedor Ganso. No segundo quarto o time ampliou, novamente com Jaylen, agora para Guilherme Loyolla.

Além do domínio do ataque, a defesa de Rio Preto ainda pressionava o time dos Coronéis, conseguindo um tacklear o punter adversário no terceiro quarto, anotando mais dois pontos no placar. Mas a defesa dos Coronéis não deixou por menos e no drive seguinte forçou um fumble na cara da endzone e recuperou para correr pro touchdown.

Entretanto, a vitória ficou mesmo com o time da casa, garantida em mais uma conexão entre o americano e Ganso.

O Rio Preto Weilers volta a campo no dia 7 de agosto, quando encaram o Paulínia Mavericks.

Na partida mais esperada da rodada, Redlions e Gladiators inauguraram a mais nova rivalidade não só de Joinville, mas como do FA catarinense.

No primeiro quarto o destaque foi a linha defensiva dos Redlions que conseguiram parar o forte constante jogo corrido do Gladiators. Mas por sua vez, os gladiadores faziam um bom trabalho com sua secundário que com uma interceptação, deixou-os na frente da enzone. Sobrou para Bernardo Werner, já no segundo quarto, em conexão com o wide receiver Schneider, abrir o placar.

Na drive seguinte, o Redlions decide então botar o seu jogo corrido em prática e com algumas corridas, incluindo a de Rhuan Max para a endzone, empata o jogo em 6-6.

A estratégia deu certo e na volta do intervalo, o QB mexicano Joaquín Granados continuou entregando a bola à seus RB. Como seus RBs expostos, o próprio quarterback decide correr para touchdown, virando a partida para o time da casa.

Assim como o Redlions, o QB dos Gladiators Elijah Freeman fez uma sneak para a endzone encostando no placar. Mas no último quarto, novamente o mexicano, em uma corrida de 8 jardas e com a conversão do XP efetuada, garante a vitória ao time grená.

Tabela e Classificação

campeonato_liga_nacionalLiga Nacional 2016

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here