BFA anuncia mudanças estruturais e administrativas para 2021

0
1
Lucas Rossetti e Bruno Gouveia foram os convidados do mais recente Hangout do Salão Oval, focado nas mudanças da BFA

Descentralização e compartilhamento das decisões. Com a ACFA (Associação dos Clubes de Futebol Americano), a figura jurídica da BFA, a Liga BFA quer aplicar processos de governança e gestão mais transparentes e organizados. “Por muito tempo, era confundido o nosso trabalho de gestão executiva como donos da BFA, o que não era verdade. Agora, a ACFA será uma ENAD, fazendo parte dos organismos da prática do desporto nacional, trazendo maior robustez à Liga”, explicou Lucas Rossetti, diretor executivo da Liga BFA.

A Liga, na prática, parte a ser efetivamente dos times. A ACFA convidou 25 equipes para serem membros deste primeiro ano do movimento. As equipes associadas terão o direito, na Liga BFA, de:

• Indicar membros para compor comitês;
• Votar e ser votado;
• Participação nas definições de regulamentos e orçamento;
• Vaga garantida nos campeonatos da ACFA;
• 10 inscrições sem custo na BFA;

Como funcionará a representatividade

Os poderes da Associação são a Assembleia Geral, a Presidência e o Conselho Fiscal, e são
definidos pelo Estatuto da Associação. Ainda pelo Estatuto, a Presidência pode criar comissões e comitês que a auxiliem no cumprimento de suas obrigações.

As equipes-membro da ACFA/BFA poderão indicar duas vagas em cada um dos sete comitês existentes, que terão, em média, 10 componentes cada.

1) Comitê de Saúde, Prevenção e Segurança
2) Comitê Financeiro
3) Comitê de Competição
4) Comitê de Regulamento, Infraestrutura e Eventos
5) Comitê de Expansão e Novos Negócios
6) Comitê de Responsabilidade Social e Educacional
7) Comissão de Arbitragem
8) Comissão Disciplinar e Conselho de Ética

> Saiba mais sobre as funções dos comitês e comissões

Com a criação dos comitês e comissões formadas pelos times, o objetivo é criar uma cultura do esporte que emana dos times para os diversos stakeholders. A meta é fortalecer a identidade da Liga BFA para aumentar o engajamento, atrair patrocinadores e poder atrair novos fãs, amplificando o ciclo.

Como os times podem se associar

A equipes já associadas e que farão parte da primeira reunião da ACFA são: América Big Riders, Cuiabá Arsenal, Brasília Pilots, T-Rex, América Locomotiva, Recife Mariners, Vasco Almirantes e Flamengo Imperadores.

Custo de entrada na Associação é de R$ 1.200, mas cai para R$ 600,00 no segundo ano. O prazo final para quitar as pendências financeiras com a associação é até o dia
10 de março de 2021. “É mais importante a continuidade e estabilidade, por isso essa vantagem proposta. Queremos a estabilidade da construção coletiva, o mais importante para a Liga”, Lucas Rossetti.

Além da parte financeira, o time tem que ter uma mínima estrutura administrativa exigida, que consiste em:

• Cartão CNPJ e QSA;
• Estatuto e todas as alterações ajustadas;
• Ata de eleição que empossou a atual diretoria registrada;
• RG e CPF do atual representante legal e seu vice;
• Solicitação formal para administrativo@ligabfa.com.br;

“Nossos critérios já vão preparar as equipes para ter critérios mínimos para requererem benefícios das leis de incentivo”, afirmou Rossetti.

A Liga BFA, que teve sua edição 2020 adiada diante da pandemia de coronavírus, deve começar em 26 de junho de 2021, se todos os protocolos de saúde permitirem em âmbito nacional.

Confira o Hangout com Lucas Rossetti e Bruno Gouveia e saiba mais sobre o tema

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAmazonense: “Achamos que vale a pena, apesar do risco”
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here