Recursos de Lei de Incentivo podem trazer equilíbrio ao FABR

1
126
Em palestra, Igor Rick, CEO do T-Rex, deu dicas valiosas sobre captação de recursos via Lei de Incentivo ao Esporte Imagem: Reprodução de palestra do 3º Encontro Nacional dos Gestores de Futebol Americano

Igor Rick abriu o segundo dia do 3º Encontro Nacional dos Gestores. O CEO do T-Rex ressaltou que a captação de recursos através de Leis de Incentivo ao Esporte pode trazer um maior equilíbrio para o cenário do FABR e, consequentemente, maior sustentabilidade ao esporte.

Os projetos tem vários níveis governamentais e muitos são municipais. O Rex conseguiu ter três projetos, em várias esferas, aprovados em 2020, captando mais de R$ 500 mil. No entanto, com o cenário da pandemia, o time conseguiu realocar a captação dos recursos dos projetos já aprovados para 2021.

Os projetos podem atingir até R$ 5 milhões em valores totais, mas Igor deu uma dica importante: “Não faça projetos tão grandes, pois você terá que captar 20% destes recursos e isso pode ser um tanto difícil”.

Anualmente, até R$ 400 milhões de reais podem ser captados anualmente pelos esportes, nível que nunca foi atingido. Para Igor, o futebol americano deve aparecer no ranking das modalidades que mais captam para também fortalecer o FABR. “Mas precisamos apresentar um maior profissionalismo na estrutura geral do esporte para chegar a este patamar”, concluiu.

O futebol lidera o ranking de captação de recursos via Lei de Incentivo ao Esporte
Imagem: Reprodução palestra do 3º Encontro Nacional de Gestores de Futebol Americano

Mais sobre o 3º Encontro Nacional de Gestores

> ANAFAB destaca dificuldades na formação

> Bruno Takahashi: “Líderes existem para servir

> Gestor de Flag aconselha: “Entregar experiência, sempre!”

> Encontros dos Gestores começa com o “controle” do Silverhawks

COMPARTILHAR
Artigo anteriorANAFAB destaca dificuldades na formação de novos árbitros
Próximo artigoWesley Oliveira: “Profissionalismo e relacionamento são pilares para patrocínios”
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here