Combine CFL: lista de atletas veio da NFL

1
401
Felipe Pereira, diretor de Relações Internacionais da CBFA, e KJ, olheiro da NFL, participaram de Hangout sobre o combine da Liga Canadense no Brasil Imagem: reprodução YouTube Salão Oval

Os Hangouts do Salão Oval ainda não começaram a sua sétima temporada (marcada para o dia 11 de março), mas tivemos uma edição-extra nesta última sexta-feira. Participando, estiveram o diretor de Relações Internacionais da CBFA, Felipe Pereira, e o olheiro da NFL, Kenneth “KJ” Joshsen.

Felipe e KJ explicaram os critérios de escolha para os 18 selecionados para o Combine da Canadian Football League, no dia 7 de março em Belo Horizonte. Responsável pela chegada de Duzão ao Miami Dolphins, KJ esclareceu no Hangout que a lista da CFL vem de uma muito maior, de quase 100 jogadores, que estão sendo observados pela National Football League (NFL).

Segundo KJ, os jogadores selecionados considerados na lista (confira no link) já estão, em sua maioria, acima da idade para serem considerados pela NFL, mas podem ter uma chance na CFL. A ideia, em geral e ao longo dos anos, será colocar os brasileiros para ganhar experiência no Canadá e os melhores podem chegar ao Olímpo do futebol americano.

Felipe Pereira comentou que os escolhidos neste ano foram pré-selecionados pela agenda apertada junto a CFL, que promoverá outros combines internacionais. A ideia, para os próximos anos, é fazer uma seleção mais ampla e até regional.

E não só profissionais serão beneficiados: atletas universitários poderão ter, nos próximos anos, chance de irem para equipes de universidades no Canadá. No país da América do Norte, ao jogar por três anos por uma universidade canadense, o jogador ganha a nacionalidade. Também está previsto que hajam clínicas de arbitragem internacional e até mesmo intercâmbios com a CFL.

Oportunidades perdidas

Fora do ar, KJ esclareceu que entra em contato com muitos jogadores, mas nem sempre tem resposta. “Metade das pessoas com quem entro em contato para saber mais não chegam a responder”. Ou seja: a possibilidade de ser observado pela NFL e CFL está sendo negligenciada por muitos membros do FABR.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube e confira o Hangout sobre a CFL:

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCBFA e CFL anunciam combine em Belo Horizonte
Próximo artigoFABR teve 30 campeões na temporada de 2019
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here