Broncos vira no último quarto e destrona Vingadores no Norte

1
321
Festa do Manaus Broncos na Arena da Amazônia após virada na raça sobre o Vingadores Foto: Cacá Constantinov / Salão Oval

O Norte tem um novo Rei, corado em meio ao estádio mais majestoso do Norte do País. Em partida disputada no sábado (30 de novembro) na Arena da Amazônia, o Manaus Broncos derrotou o Vingadores na final da Liga BFA Norte 2019 pelo placar de 13 a 10. Esta foi a primeira final vencida pela equipe manauara no estádio da Copa do Mundo, após duas derrotas estaduais para o North Lions (2017 e 2018).

Este também foi o segundo triunfo regional do Broncos, que havia vencido a Copa Norte em 2017 ao bater o Legião, no Pará, no primeiro torneio regional que levou ao atual formato que incluiu a região Norte junto aos torneios nacionais. Em 2018, o campeão havia sido o Vingadores, que foi à final da Liga Nacional em São Paulo, sagrando-se vice-campeão da competição.

O jogo

Após um primeiro quarto em que as equipes erraram muito por nítido nervosismo da final e por atuar em um estádio da Copa do Mundo, ao menos as defesas apareceram para justificar os erros de ataque de parte a parte mais ao final dos primeiros 12 minutos. O Vingadores conseguiu chegar à duas jardas da endzone, mas sucumbiu à forte pressão do front seven manauara, que não só empurrou a ofensiva visitante para trás, como ainda forçou um fumble e recuperou a bola.

A chance do Manaus Broncos pontuar veio em uma tentativa de field goal, já no segundo quarto, que acabou sendo desviada pelo time de especialistas paraenses. No final do período, na última jogada, o Vingadores não desperdiçou a sua chance e o kicker Renan Ribeiro colocou a bola no meio das traves para decretar o placar parcial da partida na primeira etapa: 3 a 0 para os visitantes.

O terceiro quarto reservou idas das duas equipes à redzone. Em uma delas, o Broncos chegou a menos de uma jarda da endzone, mas Talyson sofreu fumble antes de cruzar o plano de goal e não pontuou. Mas o primeiro touchdown do jogo foi de uma ação defensiva. Em uma ótima leitura do passe do quarterback amazonense Fernando Brandão, o safety Saulo Pantoja interceptou o passe e correu 48 jardas para concretizar sua segunda pick six na competição. Com o ponto-extra confirmado, o placar foi a 10 a 0.

No último quarto, para vencer, o Manaus Broncos deveria ser o mais efetivo possível para conseguir a virada. E foi o que aconteceu. Utilizando o seu forte jogo corrido, principalmente com o quarterback Brandão e o polivalente Talyson, o Manaus Broncos lutou para chegar à endzone e pontuou com o running back. No entanto, o ponto-extra não foi convertido, o que deixava a distância no placar em quatro pontos a favor dos paraenses: 10 a 6.

Com a ausência da ambulância devido à necessidade de atendimento de uma socorrista, o Manaus Broncos flertou em perder o título devido à demora. Com o retorno dentro do tempo, o Broncos conseguiu retomar o bom momento e repetiu as corridas para chegar até a goal line e marcar, desta vez, com o quarterback Brandão, virando o jogo: 13 a 10, com o ponto-extra confirmado. Faltando 35 segundos, o Vingadores não conseguiu reagir, apesar dos passes ousados, e o Broncos finalmente conquistou o seu título na Arena da Amazônia, recuperando a hegemonia da região Norte para si.

Entrevista pós-jogo

Confira a íntegra do jogo transmitido pelo Salão Oval

O que vem por aí?

Com um grande evento na Arena da Amazônia, a região Norte busca a integração definitiva em um confronto com outras Conferências nacionais, em busca de disputar um Brasil Bowl. Resta saber se este cruzamento acontecerá já em 2020, algo a ser estudado pela Liga BFA.

1 COMENTÁRIO

  1. Só faltou me marcar (Porfírio) no fumble forçado pela defesa dos vingadores no Talyson.
    Iria adorar esse reconhecimento 😂😂😂
    Conversei com vcs é já mostrei minha admiração pelo trabalho de vcs. Foi uma honra ter um jogo narrado por vcs!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here