Tubarões tem teste de fogo em semifinal contra Hornets

0
143
O quarterback Jordan Moore em partida pelo Tubarões do Cerrado Imagem: Reprodução Instagram Jordan Moore

O Tubarões do Cerrado vem em sua melhor campanha regular de toda a história, muito mais pelo desempenho técnico, capitaneado pelo quarterback Jordan Moore, do que exatamente pelos números. No entanto, dúvidas pairam sobre o time já que seus adversários candangos e o sul-matogrossense Predadores podem não ser do mais alto nível técnico.

Por isso, a semifinal da Conferência Centro-Oeste contra o Sorriso Hornets, neste sábado, pode ser considerada um teste de fogo para que o mais tradicional time de futebol americano do Planalto Central brasileiro seja considerado, de vez, um postulante ao título da Liga BFA 2019.

“Teste de fogo é evoluir no mais simples”

O head coach Fabrício Ataíde discorda da análise geral, apontando outro fator como o teste de fogo para sua equipe: “A gente não escolhe adversário. O foco do time é sempre intensidade e disciplina nos sistemas de jogo – até aqui a equipe tem me entregado. Para nós o ‘teste de fogo’ não é vencer um adversário, mas evoluir naquilo que fazemos de mais simples”.

O confronto contra o Sorriso Hornets remonta a final de Conferência passada, quando o Tubarões derrotou os matogrossenses: “As duas equipes estão mais bem preparadas, fruto da continuidade do projeto técnico. Sorriso é um time que joga muito bem fora de casa e não se entrega. Portanto, esperamos um Hornets incansável aqui em Brasília”, analisou.

De igual para igual

O presidente do forte time matogrossense, Angelo Santos, acredita que o Grupo Oeste da Conferência Centro-Oeste estava mais forte do que o do Tubarões. Por isso, mesmo fora de casa, acredita que será um confronto nivelado: “Vai ser um jogão isso não se pode negar, mas na conferência Centro Oeste acredito que o MT estava com um nível mais equilibrado, estamos preparado para enfrentar o tubarões de igual pra igual”

Analisando o atual confronto com a final passada, Angelo destaca a chegada do americano Moore no Tubarões e a perda de seu quarterback para a partida: “O Tubarões está com um jogo corrido mais acentuado com o americano Jordan Moore, muito versátil. Se a coisa aperta ele resolve com as pernas. Na defesa, acredito que sejam uma das grandes mudanças do ano passado para esse. O Hornets, apesar de perder um dos principais jogadores pelo restante da temporada (o quarterback Eduardo “Leite” Kovaleski), tem mostrado uma grande evolução desde a temporada passada para essa em seu ataque e a defesa continua sendo uma das melhores do Centro-Oeste”, concluiu.

Serviço: Tubarões do Cerrado x Sorriso Hornets – Semifinal da Conferência Centro-Oeste 

Quando: Sábado, 2 de novembro, às 14h

Onde: Estádio Serejinho – Taguatinga (DF)

Ingressos: no local

Transmissão: All Sports

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here