Soldiers e Black Hawks duelam por final de conferência

1
195
Com grande atuação da defesa, o Santa Maria conquistou a sua quarta vitória na BFA, desta vez em solo catarinense. Foto: Haline Pereira

Há três anos, a semifinal da Conferência Sul entre Santa Maria Soldiers e Black Hawks, não teria qualquer possibilidade de existir. Em 2016, os catarinenses sequer disputavam a divisão de acesso, eles jogaram a Copa Sul e foram campeões do torneio. Já os gaúchos, foram vice-campeões da Liga Nacional e promovidos para a elite em 2017.

Em 2019, os times chegam aos playoffs como seed 2 e 3, comprovando a eficácia nos programas de futebol americano das duas equipes. Vale destacar que o ascenso dos gasparenses trouxe ainda mais equilíbrio para a Conferência Sul.

Soldados treinados

O quarterback Douglas Rodrigues ainda é incógnita para a semifinal de conferência.  Foto: João Soares

O Soldiers fez uma bela campanha na temporada regular e só não conquistou o seed 1, pois perdeu em casa para o Timbó Rex em uma partida decidida somente no tempo extra. Na ocasião, o líder do ataque e um dos principais nomes do time, o quarterback Douglas Rodrigues, se machucou no primeiro quarto e o substituto Nathan Dias teve que comandar o time ofensivo do Soldiers.

Os gaúchos tem a quinta melhor defesa da BFA, levaram apenas sete touchdowns na temporada regular e o ataque mesmo sem seu quarterback titular em praticamente metade dos jogos, conseguiu produzir bons números. O head coach do Soldiers, Gustavo Petter, contou que o segredo do sucesso de sua equipe na temporada está na parte física: “Fizemos uma preparação muito diferente em relação aos outros anos, fizemos uma periodização com maior ênfase na parte física ao longo do ano. Nossos resultados vieram muito a partir disso.”

Na temporada regular o Soldiers venceu o Black Hawks em Gaspar por 14 a 07 e agora, jogando em casa, Petter conta com o apoio da torcida, mas não assume o favoritismo: “Nos playoffs não existe condição de favorito, tudo é decidido nos detalhes e na aplicação do gameplan. Nossa torcida segue fiel e nos apoiando, contamos com casa cheia nesse grande jogo.”

Questionado sobre o retorno de Douglas, o head coach manteve o mistério: “Douglas vem se recuperando bem, ainda existe a chance dele ser liberado pelo departamento médico.”

Equilíbrio

Entrada do Black Hawks em campo.
Foto: Gabriel Wandalen

Considerado por muitos, a grande sensação da BFA este ano, o Black Hawks tem a seu favor, um equilíbrio muito grande em todas as unidades. Tanto ataque, como defesa e times especiais, sempre tiveram boas atuações e único ponto fora da curva, foi o jogo contra o Coritiba Crocodiles, onde os paranaenses foram muito superiores.

No último jogo, os catarinenses perderam para o Santa Maria Soldiers, mas o equilíbrio prevaleceu durante toda a partida e por isso o Black Hawks viaja confiante para o Rio Grande do Sul para enfrentar os gaúchos na semifinal.

safety do Black Hawks, Guga Goedert, líder de interceptações na liga, conta o que esperam da partida: “Esperamos um jogo duro devido ao clima e ao momento das duas equipes. Logo após o último jogo da fase de grupos, o coach Rios já fez um trabalho físico pensando neste jogo. Vamos viajar confiantes para fazer uma boa partida e trazer a classificação pra Gaspar”

A maior dificuldade do Black Hawks será em relação a viagem, apesar do jogo ser no estado vizinho e dentro da mesma conferência, são 850km de viagem para os catarinenses chegarem até Santa Maria e como o jogo é no sábado, os atletas sairão na sexta a noite e chegarão somente horas antes da partida.

Serviço

Santa Maria Soldiers X Black Hawks
Sábado às 14h30
Estádio Presidente Vargas – Santa Maria/RS
Ingressos: R$ 10 antecipado e R$15 no local

>>>Confira a tabela completa da Conferência Sul<<<

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here