Storm vira na raça e complica Corinthians na BFA

1
392
O São Paulo Storm usou da raça para virar em cima do rival e deixar o Corinthians em situação difícil na Liga BFA 2019 Foto: Victor Francisco / Salão Oval

O jogo que ficou (exageradamente) conhecido como “Rebaixa Bowl” pela Internet foi digno de mais um clássico entre Corinthians Steamrollers e São Paulo Storm. Realizado no CT Touchdown neste sábado (14), na zona sul de São Paulo, teve o Corinthians letal no primeiro quarto e um Storm guerreiro no segundo tempo para virar o jogo e vencer por 16 a 14.

Essa foi a sétima vitória da Tempestade Azul no maior clássico do futebol americano paulista. Já o Corinthians continua com cinco triunfos no confronto.

O jogo

A defesa do Corinthians pressionou o titubeante ataque do Storm, desfalcado do quarterback titular Nick Lobo e do craque running back Alan Giamas. Sem avançar, o Storm ficou pressionado próximo da endzone. O destaque da defesa do Corinthians, o linebacker Brizante, recuperou fumble dentro da endzone e abriu o placar. Emerson Martins confirmou o ponto-extra e o placar foi a 7 a 0.

Ainda no primeiro quarto, o Corinthians conseguiu conectar bons passes e avançar até a redzone. Na virada de campo, o quarterback americano Lee Wells passou com precisão para Apolo ampliar – 14 a 0 com novo bom chute de Emerson.

Após o touchdown do Corinthians, o Storm acordou para a partida e conseguiu uma boa posição de campo com bom retorno de Kinho. Finex conquistou jardas importantes para uma boa posição de campo para o kicker Mura diminuir para 14 a 3, com um importante field goal.

Apesar da pressão antes do intervalo, o tempo não deixou que o Storm continuasse a reagir. Mas na volta, a Tempestade Azul parecia ganhar força com o tempo nublado e as nuvens pesadas que se aproximavam do local da partida. Finex, como um tufão, quebrava tackles e conquistava first downs com facilidade. E foi recompensado com um touchdown que deixava tudo em aberto – 14 a 10 para o Corinthians (xp convertido por Mura).

O último quarto não trouxe mudanças no panorama do jogo, com o Storm conquistando jardas terrestres e o Corinthians pressionado pela defesa azul. O quarterback Lee sofria para achar espaços e tentar escapar dos sacks. Próximo do final, Kinho foi quem correu para a endzone do Corinthians e decretar o placar final – 16 a 14 Storm.

Entrevistas

O que vem por aí?

Sem vitórias em quatro jogos, o Corinthians Steamrollers jogará todas as suas fichas em uma vitória contra o seu rival do interior do estado, o Ribeirão Preto Challengers, de quem nunca perdeu em oito confrontos. Em caso de derrota, o rebaixamento estará muito próximo, ao ter que encarar o favorito Vasco Almirantes na última rodada.

Já o Storm, com uma vitória, tentará e afastar o rebaixamento de vez contra o América Locomotiva.

> Confira mais sobre a Conferência Sudeste em nossa página especial

COMPARTILHAR
Artigo anteriorHP vence e garante vaga nos playoffs da Liga BFA 2019
Próximo artigoMariners derruba Cavalaria mais uma vez e vai aos playoffs
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here