Portuguesa vence duelo paulista e segue em campanha histórica

1
374
Branco Menezes é um dos protagonistas da campanha positiva da Portuguesa em 2019. Foto: Ronaldo Barreto

Em nenhuma de suas sete participações em campeonatos nacionais, incluindo seu início como Lusa Rhynos, a Portuguesa FA teve um início tão bom como na BFA 2019. Com quatro vitórias em quatro jogos, os lusitanos se aproximam da pós-temporada. Desta vez, o adversário foi o Challengers na casa dos ribeirão-pretanos, com placar final de 42 a 14.

O jogo

O ataque dos paulistanos começou com força total. Nas duas primeiras campanhas o time já colocou 14 a 00 no placar. Primeiro com passe de Catullo Góes para Vinicius Seiya, no canto da endzone. Na sequência, corrida curta de Branco Menezes que desviou dos tackles para touchdown. João Lustosa acertou as duas conversões.

Logo depois, os Challengers se viram acuados novamente e não conseguiram sair de seu campo de defesa. Com pouco espaço pra realizar o punt, os donos da casa conseguiram realizar o snap, porém o chute em si acabou sendo bloqueado e recuperado na endzone pelo safety Levi Gregory. Chute convertido por Lustosa. 21 a 00.

Na campanha seguinte, os Challengers conseguiram sair do sufoco com duas boas corridas do querterback Wallace Santos. A 45 jardas do touchdown, o mesmo Wallace, com bom espaço para lançar, soltou o braço em conexão com Vitor Festuccia. O recebedor não teve dificuldades em segurar e bola e marcar o único touchdown do Challengers na partida. Ponto-extra conquistado pelo mesmo Vitor. 21 a 7.

No segundo quarto, após chegar novamente ao campo de ataque, com uma longa corrida de Fernando Desimone, o time lusitano ampliou o seu placar com mais touchdown. Também por terra, Murilo Marin partiu pelo lado esquerdo com bom bloqueios a sua frente, quebrou um tackle e rompeu a goalline. Lustosa acertou mais chute, colocando 28 a 7 no marcador.

A um minuto do intervalo, a Portuguesa pontuou novamente. Livre na endzone, Paulinho recebeu a bola de Catullo para marcar. Lustosa continuou com 100% de aproveitamento colocando mais uma bola no Y. 35 a 7.

Depois de um primeiro tempo embalo, o ataque da Portuguesa só voltou a funcionar no fim do terceiro quarto. Já na redzone, o wide-receiver Luiz Domingues fez um motion da esquerda até a ponta direita. Após o snap, o recebedor contornou seu defensor, recebeu a bola no alto e agarrou com firmeza para mais um touchdown. 42 a 7 após mais um chute de Lustosa.

Já no último quarto, com a “regra de misericórdia” em vigor, os Challengers não permitiram que os lusitanos fizessem mais pontos. Com destaque para Diego Martini “animal”, que depois de um passe desviado pela defesa, Animal aproveitou a bola no ar e conseguiu fazer a interceptação.

Em sua última campanha no jogo, o time da casa ainda conseguiu diminuir a diferença com mais um passe longo entre Wallace e Diego da Silva “Arroz“. Mesmo com o chute convertido por Festuccia, a diferença se manteve alta com a vitória dos paulistanos assegurada. 42 a 14.

O que vem por aí

Com a invencibilidade, a Portuguesa ainda tem pela frente o Galo FA pela disputa da liderança na chave. Mesmo com dois jogos por vir, apenas América Locomotiva e quem vencer de Flamengo e Challengers podem tirar a vaga da Portuguesa.

Já os Challengers, ficaram mais distantes da classificação e terão agora dois confrontos fora de casa pra chegar a próxima fase. O próximo confronto é contra o Corinthians Steamrollers que dependem da vitória para permanecer na Elite.

> Confira mais sobre a Conferência Sudeste em nossa página especial

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here