Hornets vira no fim e vence Hawks por um ponto

1
248
Hornets e Hawks se enfrentaram em Rondonópolis duas semanas antes do jogo em Sorriso. Foto: Omar-Tracy Ham Schrock

A exemplo do que aconteceu na primeira partida, Sorriso Hornets e Rondonópolis Hawks fizeram um jogo emocionante, decidido somente no final do último período. Se no jogo em Rondonópolis a vitória veio por apenas três pontos de diferença para o time da casa, em Sorriso, os Hornets venceram por apenas um ponto: 21 a 20.

O jogo

O Hornets queria dar o troco nos rondopolitanos e na primeira campanha de ataque mostraram que, em casa, a história seria diferente. Mesmo improvisando o wide-receiver Diego Oliveira na posição de quarterback, após a contusão do titular Edilson “Leite” Kovaleski, o jogo aéreo funcionou bem. Com bons passes e corridas, o sorrisenses chegaram a endzone com um passe de Diego para o wide-receiver Breno, o ponto-extra foi convertido por Marcos Lodi: 07 a 00.

No segundo quarto, o Hornets ampliou o placar com mais um passe de Diego, desta vez para o wide-receiver Tarcizo. O ponto-extra não foi convertido: 13 a 00. Após o touchdown, os visitantes entraram no jogo e diminuíram a diferença com um passe do quarterback Barozzi para o wide-receiver Jean Jacaré. O ponto-extra foi convertido pelo kicker Romulo: 13 a 07.

Ainda no segundo quarto, Diego fez um passe para trás que foi recuperado pelos Hawks e retornado para touchdown. Mas como houve um apito inadivertido por parte de um árbitro, que entendeu que o passe foi para frente, o touchdown foi anulado e a bola posicionada na linha de dez jardas do campo de ataque. O Rondonópolis Hawks aproveitou o turnover e empatou a partida com uma corrida de Barozzi. O ponto-extra não foi convertido e as duas equipes foram para o intervalo com o jogo empatado: 13 a 13.

Na volta do intervalo, as defesas apareceram muito bem e não houve pontuação. No início do quarto período, o Rondonópolis Hawks virou o jogo marcando o terceiro touchdown seguido no jogo, com uma recepção do americano Travion Fletcher após passe de Barozzi. O ponto-extra foi convertido por Romulo: 20 a 13.

Pouco antes dos dois minutos finais, o Sorriso Hornets marcou mais um touchdown com o running back americano Terrence Bailey e diminuíram o placar para 19 a 13. No chute extra, os visitantes fizeram um offside, o que fez o Hornets ficar a uma jarda e meia da endzone e mudar a tática: Ao invés de tentar o extra point, o coordenador ofensivo Rafael Teodoro decidiu pela conversão de dois pontos. A bola foi entregue para Terrence Bailey, que passou o plano de gol, retomando a liderança da partida para os Hornets – 21 a 20.

Com dois minutos no relógio, o Rondonópolis Hawks ainda tinha tempo para tentar sair de Sorriso com a vitória. Mas o defensive back Garcia forçou um fumble e a bola foi recuperada pelo time da casa, que administrou o relógio, fez com que o adversário usasse todos os timeouts e, quando devolveram a posse de bola, os Hawks só tinham mais quarenta segundos sem possibilidade de parar o tempo, o que impediu que os visitantes conseguissem uma boa campanha. Final de jogo em Sorriso: 21 a 20.

O que vem por aí

Na continuação da temporada regular da Liga BFA, o Sorriso Hornets recebe o maior rival, o Sinop Coyotes, enquanto o Rondonópolis Hawks joga em casa contra o Cuiabá Arsenal.

> Confira a tabela completa da Conferência Centro-Oeste

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here