Em show de Heron e Jonatha, Espectros derrota Caçadores

1
437
Heron Azevedo é o recordista histórico de passes recebidos da Seleção Brasileira, junto com Rodrigo "Vinny" Pons - são seis touchdowns para cada Foto: Anderson Silva

Em partida cheia de lances de efeito, o João Pessoa Espectros conseguiu impor o seu ritmo de jogo diante de um adversário de categoria: o Ceará Caçadores. Os visitantes viveram um bom momento no terceiro quarto, mas em todos os outros períodos, o domínio do atual vice-campeão brasileiro foi claro. Na vitória por 52 a 21, destaque para o wide-receiver Heron Azevedo e para o running back Jonatha Carvalo, com três touchdowns cada um.

O jogo

Em primeira campanha primorosa, com passe de 30 jardas do quarterback Alex Niznak para o mítico wide-receiver da Seleção Brasileira Heron Azevedo, o Espectros chegou até a goal line. O touchdown inaugural do jogo foi feito pelo running back Jonatha Carvalho, com ponto-extra confirmado por Diego Aranha – 7 a 0 Espectros

Com os especialistas também ligados, os paraibanos bloquearam um punt dos cearenses e deixaram o ataque na cara da endzone. A dupla Niznak-Heron não perdoou e fez mais um touchdown – 14 a 0, com Aranha certeiro.

O Espectros ainda ampliou com um field goal (17 a 0) antes da primeira boa jogada do Caçadores, com passe do americano Talon Roggash para Hiago, atravessando 50 jardas do campo. Os visitantes usaram uma quarta descida com improviso de Talon para renovar as chances.

Já no segundo quarto, o Caçadores marcou o seu touchdown no avanço corrido do americano Bill Johnson. O time ainda fez um fake para a conversão de dois pontos, com Talon partindo direto para a endzone – 17 a 8 no placar para o Espectros.

O bom momento do Caçadores continuou com algumas corridas do craque da Seleção Brasileira, Maranhão (running back), até um atraso de jogo ocorrer devido ao barulho da torcida paraibana. Em resposta, a dupla do jogo fez mais um lindo touchdown, de 50 jardas: Niznak-Heron. Aranha converteu mais um ponto e o placar foi a 24 a 8.

Talon e o Caçadores lutaram para diminuir ainda no primeiro tempo, mas o apito os impediu. Na volta do intervalo, no entanto, nada impediu a linda corrida do americano Bill, avançando todo o campo de ataque e diminuindo para 24 a 15 (com ponto-extra convertido por André).

Bill continuou a incomodar os mandantes, que tiveram que lidar com nova corrida de 30 jardas. Após um tackle for loss de 10 jaras sobre o americano, o Espectros voltou ao ataque e Niznak usou o wide-receiver Vitor Ramalho para avançar.

No último quarto, Heron assombrou mais uma vez com um lindo touchdown. Recebendo na jarda quarenta, usou toda a sua categoria para quebrar tackles e chegar a linha final: mais um ponto-extra de Aranha e 31 a 15 no placar.

De volta ao ataque, a defesa paraibana pressionou muito o Caçadores, mas Talon não se fez de rogado e em mais uma big play, colocou os cearenses no campo de ataque. Em um passe para o tight-end Gabriel Farias, Talon deixou seu equipe na jarda 9. Com passe para o wide-receiver Lucas Pádua, Talon fez mais um touchdown. Sem a conversão de dois pontos, o placar foi a 31 a 21, Espectros.

Jonatha Carvalho teve a sua melhor atuação com a camisa do Espectros na tarde deste domingo
Foto: Anderson Silva

Os donos da casa responderam da mesma forma que começaram – mas não com um, mas dois touchdowns corridos de Jonatha Carvalho. No segundo, quebra de tackle e jump para percorrer 45 jardas e marcar um lindo touchdown! Aranha colocou a bola no meio do “Y” nos dois chutes: 45 a 21. O quarterback Alex Niznak correu para fazer o último do jogo: 52 a 21 (mais um acerto de Aranha).

O que vem por aí?

Com quatro vitórias, o Espectros está muito próximo de garantir sua vaga nos playoffs. Já o Caçadores sofreu o seu segundo revés e não poderá mais falhar se não quiser fazer contas para passar de fase.

> Saiba mais sobre a Conferência Nordeste em nossa página especial

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPortuguesa derrota Storm em sábado de Domingues
Próximo artigoDe volta à Arena, Arsenal vence e embola seu grupo
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here