De olho em recorde polêmico, Galo visita Oilers pela BFA

1
431
O linebacker Ryan David é uma das grande destaques do futebol americano nacional nos últimos anos Imagem: Facebook Galo FA

O atual campeão brasileiro invicto visita um dos caçulas na Liga BFA 2019 em busca de uma vitória que vai além da manutenção da invencibilidade – mas também de bater o número de vitórias em jogos disputados em campo no futebol americano nacional. O confronto entre Macaé Oilers e Galo Futebol Americano neste sábado, em Rio das Ostras, será, de uma forma ou outra, histórico.

Já foi o recorde ou não?

O recorde atual/anterior de vitórias de uma equipe de futebol americano é/era do Corinthians Steamrollers, com 38 triunfos. Os paulistas começaram sua série invicta derrotando o Itatiba Priests em abril de 2011 e acabaram perdendo apenas dois anos depois, em Jaraguá do Sul, para o Jaraguá Breakers.

As ressalvas no parágrafo anterior fica por conta da interpretação se a equipe mineira é apenas uma equipe desde sua primeira “versão”. O Galo FA, contando todas as suas “encarnações” (como BH Eagles e Sada Cruzeiro) alcançou 39 vitórias seguidas ao derrotar o Flamengo na última rodada da Liga BFA. No entanto, uma dessas vitórias foi por W.O. (contra o Juiz de Fora Imperadores). Por isso, para garantir o recorde em número de jogos efetivamente jogados em campo, o time busca o triunfo no Estado do Rio de Janeiro neste sábado.

Com quarterback definido

Um dos curiosos para saber sobre o recorde nacional, Rodolfo Negro, mexicano head coach da equipe mineira, está concentrado na partida contra os fluminenses, a quem considera uma equipe difícil. “Será um jogo complicado, já que o Oilers se apresentou como uma equipe difícil, competitiva contra o Tritões e o Challengers e por isso tem nosso respeito. Nosso ataque terá que produzir esta semana e estou feliz com o trabalho do coach (ofensivo) Marcus (Hereford)”.

Depois do começo incerto com a saída do títular Álvaro Fadini, o Galo começou jogando com Arthur, mas Yaggo é o atual titular da posição como quarterback. “O Yaggo é um garoto de muito talento, que está mostrando que pode ser o futuro quarterback da Seleção. Justamente a competição que tem com os outros quarterbacks é que está fazendo com que ele evolua. Ele é o nosso titular hoje, mas haverá oportunidades para o Arthur, o Erick (que está treinando como wide-receiver) e agora o Guilherme (ex-T-Rex e seleção mineira sub-20)”, explicou o comandante alvinegro.

Ecos do passado para quebrar um tabu do presente

O Macaé Oilers vem conseguindo surpreender ao apresentar um bom jogo na Liga BFA 2019, apesar de ainda não ter vencido. Com uma tabela dura, o caçula da Conferência Sudeste está na elite do futebol americano nacional pela primeira vez. Mas nem por isso, acredita que a vitória não possa vir neste final de semana, contra o invicto e atual campeão nacional, o Galo FA.

“Respeitamos muito o Galo FA, mas se estamos na elite merecemos estar e temos que entrar contra os adversários com o único pensamento de vitórias. Tentamos invocar para esta partida o espírito que nos fez conquistar o nosso título estadual de 2016, quando todos davam como certa a vitória do outro grupo e o resultado foi positivo para o Oilers. Jogos difíceis não são novidades na história da equipe e vamos dar o melhor de nós para buscar a vitória”, bradou o presidente Marcelo Mizurine.

A final em questão proferida pelo mandatário foi a da LiFFA 2016, quando o Oilers foi à final contra o Teresópolis Rockers, time reforçado com muitos jogadores do Flamengo Imperadores (vice-campeões brasileiros de 2016).

> Saiba mais sobre a Conferência Sudeste em nossa página especial

Serviço: Macaé Oilers x Galo FA – Liga BFA 2019

Quando: Sábado, 14, às 14h

Onde: Estádio Julieta Vianna, em Rio das Ostras (RJ)

Ingressos: Saiba mais nas mídias sociais do Oilers 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDe volta ao João Marcatto, Breakers recebe Paraná HP
Próximo artigoHawks decide sua temporada contra embalado Arsenal
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here