Black Hawks vence Istepôs e garante vaga nos playoffs

1
2145
O running back, Carlos Medeiros, marcou dois touchdowns na vitória do Black Hawks sobre o Istepôs. Foto: May Abreu

Em uma partida emocionante, o Black Hawks virou pra cima do Istepôs e conseguiu a classificação para os playoffs da Conferência Sul da BFA. Já o time da grande Florianópolis, complicou de vez sua situação e terá que ganhar do Breakers na última rodada para permanecer na elite do futebol americano em 2019.

O jogo

A defesa do Istepôs é uma das melhores do campeonato e mostrou aos visitantes toda sua força logo na primeira campanha de ataque do Black Hawks. Um fumble forçado e recuperado deixou o ataque da casa já na metade do campo para iniciar o drive.

Alternando corridas e passes, o Istepôs chegou ao seu primeiro touchdown com o runnning back João Paulo Ramos. Ele recebeu um passe do quarterback Pezão e entrou na endzone; o ponto-extra não foi convertido: 06 a 00.

Na sequência, a defesa do Istepôs brilhou novamente com uma interceptação do linebacker Grudtner, mas o ataque não conseguiu evoluir e devolveu a bola com um excelente punt que deixou o Black Hawks na linha de 26 jardas do campo de defesa. Um three and out forçado pela defesa fez o Black Hawks ir para o punt, o que resultou em mais dois pontos para Istepôs após um bad snap que saiu pela endzone: 08 a 00.

Após o safety, o Istepôs conseguiu um ótimo retorno até a linha de vinte e cinco jardas do ataque. Não demorou muito para o running back Luís Filipe ampliar o placar para o time da casa, o ponto extra foi convertido pelo kicker Carlos: 15 a 00.

Antes do final do primeiro tempo, o Black Hawks ainda teve a oportunidade de chutar um field goal, mas sem sucesso, e os times foram para o intervalo com o placar marcando 15 a 00.

A conversa do intervalo fez toda a diferença para o Black Hawks . Os visitantes retornaram determinados a virar o jogo e para isso, usaram de toda habilidade do safety Gustavo “Guga” Goedert, que interceptou Pezão e deixou a equipe de Gaspar no campo de ataque.

Era hora do ataque do Black Hawks entrar no jogo e os visitantes usaram de toda experiência do running back, Carlos “Black” Medeiros, que após boas corridas para ganhar primeiras descidas, entrou na endzone e diminuiu o placar. A tentativa de dois pontos não foi bem sucedida: 15 a 06.

O jogo entrou no quarto período e o Black Hawks voltou a marcar com Carlos Medeiros, que em uma segunda para goal, invadiu o plano de gol e anotou o segundo touchdown dele e dos visitantes, novamente a tentativa de dois pontos não foi convertida: 15 a 12.

O Istepôs não conseguiu mais desempenhar uma boa atuação defensiva e isso afetou o ataque que tão pouco conseguiu bons avanços. Com a posse de bola novamente, o Black Hawks aproveitou o momentum e virou o jogo com um passe de Carraro para o touchdown do wide-receiver Lucas Oliveira. O ponto-extra foi convertido pelo kicker Eduardo Gomes: 19 a 15.

O Istepôs foi para o “tudo ou nada” tentar recuperar a liderença na partida e acabou interceptado novamente pelo safety Guga, que ampliou a liderança em números de interceptações da temporada da BFA; agora, o atleta de Gaspar possui 7 interceptações em cinco jogos.

Ainda deu tempo, já dentro dos dois minutos finais, do Black Hawks ampliar o placar com um touchdown do wide-receiver, ex-atleta do Istepôs, Matheus Vedana. O ponto-extra foi convertido por Eduardo Gomes. Placar final: 26 a 15.

O que vem por aí

A última rodada da conferência sul da BFA será importante para os dois times. O Black Hawks recebe o Santa Maria Soldiers e se vencer, garante o mando de casa nos playoffs. O Istepôs fará uma partida de vida ou morte contra o Jaraguá Breakers, se perder o time de São José cairá para divisão de acesso da BFA em 2020.

> Confira mais sobre a Conferência Sul em nossa página especial

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here