Em um jogo eletrizante, Mariners vence Caçadores de virada

1
313
Foto: Diego Dinelly

Neste domingo (25), o Ceará Caçadores recebeu o Recife Mariners, em Fortaleza, no estádio de Atletismo da Unifor. Em um jogo eletrizante, duas das maiores equipes do Nordeste fizeram uma partida de tirar fôlego. A equipe alvinegra que nunca tinha perdido em casa para os pernambucanos, hoje não teve a mesma sorte, embora por muito pouco não virou placar, que ficou em 36 a 34 para o Mariners.

O jogo

A partida começou com o atual campeão turco (pelo Yeditepe Eagles), Eduardo Maranhão, avançando quase 30 jardas correndo. Em um ótimo ataque para equipe cearense, Bill Johnson recebeu um passe dentro da endzone, o safety Roberto Vasconcelos “Sunshine” até que tentou a interceptação, fazendo uma ótima leitura da jogada, mas não conseguiu e tomou o touchdown. Ponto extra convertido e 7 a 0 para equipe cearense.

Logo depois, Ricardo forçou um fumble e recuperou a bola para equipe do Caçadores e repetindo a mesma jogada do touchdown primeiro, o time avançou até a uma jarda para o goal. Na segunda descida, Eduardo Maranhão desviou de tackles e dessa vez recebeu dentro da endzone. 14 a 0 no placar.

Do lado pernambucano, Jake Schimenz conectou um passe com Jonathan Marques “Japa”, que desviou da defesa dos Caçadores e entrou na endzone. Além disso, ainda converteu mais 2 pontos para o Recife Mariners, finalizando o primeiro quarto em 14 a 8.

Logo em seguida, o quarterback da equipe cearense Talon Roggasch viu a oportunidade pelo lado esquerdo livre e correu até endzone, ampliando a vantagem para 21 a 8.

Mesmo sofrendo com a defesa do Ceará Caçadores, Jake Schimenz, conseguindo alguns passes completos e desviando de vários jogadores, resolveu um lance com as próprias pernas, mas não conseguiu chegar até a goal line. Por “sorte”, o Caçadores acabou dando dois pontos para o Mariners, ao chutar um punt e a bola voltar para dentro da endzone. 21 a 10.

Faltando 3 segundos para acabar o primeiro tempo, o time do Mariners conseguiu avançar com passe de Jake para o recém contratado, Oshay Dunmore, chegando perto da goal line, mas por uma falta na jogada, fez o ataque recuar. Ainda assim, Jake conseguiu conectar um passe para Japa pelo lado direito, final de primeiro tempo, 21 a 16.

No segundo tempo, o Mariners conseguiu reverter o marcador e mudar a situação do jogo. Oshay fez uma interceptação e correu até a endzone e virando o jogo 23 a 21. Em seguida, o time de Recife ampliou a virada com Lucas Adolfo e conversão de dois pontos tambem com ele Lucas Adolfo: 31 a 21.

O Caçadores que estava no seu campo de defesa indo atrás de diminuir o placar, conseguiu um lindo passe para Marlos Reis, chegando na linha de 12 jardas do ataque. Depois de algumas tentativas, Maranhão consegue invadir a endzone. 36 a 28. 

Sem desistir do jogo, após recuperarem a bola depois do onside, a equipe alvinegra se manteve na ofensiva durante o final do último quarto, chegando a diminuir a diferença com Marlos, que recebeu um passe para touchdown deixando o placar em 36 a 34. Porém nos dois pontos, a conversão não foi bem sucedida e a equipe pernambucana levou a vitória para casa. Final, 36 a 34.

O que vem por ai?

Na próxima rodada, o Ceará Caçadores vai até João Pessoa enfrentar o Espectros, no domingo, 1º de Setembro. Já o Recife Mariners enfrenta novamente o Cavalaria 2 de Julho, agora em casa.

> Confira mais sobre a Conferência Nordeste em nossa página especial

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here