Challengers vence batalha de novatos na casa do Macaé Oilers

1
171
Vitor Festuccia fez mais um jogo decisivo, marcando o touchdown da vitória. Foto: Davi Arduino

Depois de decidirem a Conferência Sudeste na Liga Nacional no ano passado, Challengers FA e Macaé Oilers se reencontraram agora pela BFA 2019. Assim como no ano passado, os dois times fizeram um confronto muito equilibrado, com um forte papel das defesas e da mesma forma, o time de Ribeirão Preto levou a melhor – 16 a 12.

O jogo

A partida começou com os special teams trabalhando bastante, com destaque para os donos da casa, que além de impedirem um field goal adversário, abriram o placar com um chute certeiro: 3 a 0.

Pelas trincheiras, quem se deu melhor foi o Challengers. No segundo quarto, depois do snap dado na linha de quatro jardas, Felipe Tortorello recebeu a bola no fundo do backfield para furar a linha adversária e entrar na endzone pela primeira vez. O kicker colocou a bola entre as traves: 7 a 3 Challengers.

Um pouco depois, ainda no segundo período, os Challengers retornaram a redzone, após longas corridas. Com conexão entre Miguel Mendonça e Walbber Whilhiany, o time de Ribeirão Preto chegou a estar a oito jardas de um novo touchdown. O avanço foi até as quatro jardas, e de lá realizou o snap para converterem o field goal de 21 jardas: 10 a 3.

Já o time da casa, não conseguiu vencer o forte pass rush adversário e e em sua última campanha no primeiro quarto, Gabriel lançou sua primeira interceptação, com o bola caindo no colo do defensive back.

Logo no primeiro snap da jogada, um running back atravessou a defesa conquistando mais de 30 jardas e colocando o time novamente em boa posição para anotar pontos. Porém, imediatamente na jogada seguinte o quarterback, lançou a bola mas também teve seu passe interceptado, ficando sem a posse de bola.

Na primeira campanha do terceiro quarto, os donos da casa foram mais bem sucedidos em parar o ataque corrido. Com isso, os Challengers foram obrigados a devolver a bola. Entretanto, antes do punt, o snap foi mais forte que o necessário, gerando um safety e dois pontos para os macaenses. 10 a 5.

Em sua campanha, Gabriel lançou para Lucas Storck ainda no campo de defesa. O recebedor fez um belo drible sobre o defensor a frente e cortou pela direita ficando livre para avançar até a endzone. Ponto-extra convertido por Daniel: 10 a 12, virada do Oilers.

O ataque de Ribeirão voltou a campo e estabeleceu outra longo campanha, voltando a ter facilidade em correr com a bola, além de um bom passe para 31, que se desvencilhou da defesa e foi derruba um ponto antes da goal line. O Challengers tentou então derrubar a parede dos petroleiros, mas em uma dessas tentativas, a bola acabou escapando e foi recuperada pela defesa adversária.

O restante do jogo foi quase todo dominada pelas unidades defensivas. Ainda assim, no terceiro quarto, o Challengers teve mais uma oportunidade de virar o jogo com um chute de 25 jardas. Mas desta vez o snap veio muito baixo, impossibilitando o chute por parte do kicker.

No fim do jogo, quem fez a diferença foi Vitor Festuccia que anotou mais um touchdown na temporada, agora com em uma jogada de reverse, virando o placar e garantindo a vitória dos paulistas. Placar final: 16 a 12 Challengers.

O que vem por aí?

Os Challengers somaram sua segunda vitória, o que deixa o time muito próximo da permanência na elite da BFA. Agora o time tem pela frente a invicta Portuguesa FA em duelo direto pelo Grupo A. Os dois times não se enfrentam desde 2016.

Já os Oilers, continuam sem vencer na competição e terão em seu próximo jogo o desafio mais difícil de sua temporada: o Galo FA. A partida será sob mando de Macaé, no dia 14 de setembro.

> Saiba mais sobre a Conferência Sudeste em nossa página especial

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here