Black Hawks confirma a boa fase e vence Paraná HP em Curitiba

0
410
Paraná HP e Black Haws se enfrentaram no Croco Stadium. Foto: Emanuelle Mattos

Os visitantes catarinenses mostraram o porquê são a grande surpresa da Liga BFA 2019. Pela primeira vez na história, jogaram fora de Santa Catarina na Elite e não se intimidaram, vencendo o forte Paraná HP por 11 a 03. Agora, o Black Hawks lidera a Conferência Sul, ao lado do Santa Maria Soldiers.

O jogo

O Black Hawks abriu o placar logo na segunda campanha de ataque, alternando boas corridas do quarterback Carraro e do running back Carlos “Black” Medeiros. Os catarinenses conseguiram chegar até a linha de quatro jardas do campo ofensivo e pediram um time out para decidirem se tentavam um field goal ou se arriscavam uma quarta descida. O head coach mexicano, Rodrigo Ríos, optou pela segunda opção e Carraro fez uma corrida aberta usando de bons bloqueios para marcar o primeiro touchdown do jogo. O snap veio errado no ponto extra, mas o kicker André Dias conseguiu recuperar a bola, e depois de quebrar três tackles, entrou na endzone para marcar mais dois pontos para o Black Hawks: 08 a 00.

No começo do segundo quarto, o punt returner do Black Hawks, Victor Hugo cometeu um muff e o Paraná HP recuperou a bola no campo de ataque. Os paranaenses ganharam mais algumas jardas com uma falta de interferência de passe e algumas corridas, mas não conseguiram entrar na endzone. kicker Lucas Vozniak, destaque do HP na temporada, entrou no campo para converter um field goal e diminuir o placar: 08 a 03.

Ainda no segundo quarto, o Paraná HP vinha com uma ótima campanha, mas o linebacker mexicano de Gaspar, Miguel Canseco, interceptou o quarterback Bertola, devolvendo a posse de bola para os catarinenses. Com o seu time de ataque em campo, o Black Hawks conseguiu chegar a mais um touchdown com uma corrida maravilhosa de Carraro, mas uma falta anulou a excelente jogada do quarterback. Na continuação do quarto, o tempo fechou em Curitiba, nuvens muito escuras e muito vento impediram os times de conseguirem boas jogadas ofensivas, final do primeiro tempo: Black Hawks 08 x 03 Paraná HP.

A segunda etapa demorou a começar devido a chuva. Os times conversaram e decidiram continuar o jogo, pois a previsão era de que o volume diminuiria e foi o que aconteceu. Enquanto os times esperavam a decisão, deu tempo de tirar uma foto daquelas que só o FABR pode proporcionar em um intervalo de jogo.

Times confraternizam durante o intervalo, esperando uma decisão sobre a continuação do jogo.
Foto: Gabriel Wandalen

Com a bola e campo molhados, era natural que os erros surgissem por parte das duas equipes. No início do terceiro quarto após um fumble, o Black Hawks ficou na linha de vinte e três jardas do campo de ataque, mas a defesa paranaense conseguiu segurar o ataque adversário e forçou um turn over on downs.

Na sequência, o ataque do Paraná HP foi interceptado pelo safety Gustavo “Guga” Goedert, que retornou até a linha de vinte e oito jardas do ataque e desta vez, o Black Hawks aproveitou o turn over e conseguiu pontuar por meio de um field goal do kicker André Dias, 11 a 03.

O ataque do Paraná veio para campo e uma conduta antideportiva prejudicou a campanha, deixando o time na linha de dez jardas em uma terceira para vinte e oito que não foi convertida. O punt não foi bom e o Black Hawks começou sua nova campanha de ataque na linha de de 35 jardas ofensivas no final do terceiro quarto.

No início do quarto período, os catarinenses conseguiram chegar até a linha de quatorze jardas e quando um touchdown parecia inevitável, novamente a defesa paranaense apareceu em um momento crucial e recuperou um fumble. O time da casa deu uma animada e finalmente o ataque entrou no jogo, o running back Patrick Oliveira fez três boas corridas seguidas levando o HP até o campo ofensivo, mas na continuação o time não conquistou mais uma primeira descida e foi para o punt.

A frente do placar, o Black Hawks começou a jogar com o relógio, correndo bastante, mantendo a posse de bola e queimando o cronômetro, o HP até recebeu a bola para tentar o empate, mas foi interceptado novamente pelo safety Guga. Bastou o ataque entrar em campo e ajoelhar três vezes para sacramentar a vitória fora de casa. Final de jogo: 11 a 03.

Inscreva-se no canal Logan CTBA e curta compactos como este

O que vem por aí

Na próxima rodada o Paraná HP enfrentará outra equipe catarinense, o Breakers, em Jaraguá do Sul. O Black Hawks por sua vez receberá outro paranense, o Coritiba Crocodiles.

> Confira a tabela completa da Conferência Sul da Liga BFA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here