Corinthians derrota Storm e encara Weilers na final

0
102
A defesa do Corinthians foi uma verdadeira cortina de fumaça para o ataque do Storm Foto: Marcos M. Carmona

Uma rivalidade de dez anos colocou frente a frente nove títulos estaduais e uma enorme sede de retornar aos dias glórias por parte dos dois times. Isso já era o suficiente para o clímax que tomou conta do Estádio Bruno José Daniel nesta tarde de domingo (30) para o duelo entre Corinthians Steamrollers e São Paulo Storm.

O fato de valer uma vaga no Sampa Bowl X para encarar o Rio Preto Weilers (que venceu no sábado o Ocelots por 35 a 13) foi encarado como algo a mais, em um dos jogos mais aguardados desta edição da SPFL. E no final, deu Corinthians, que venceu por 12 a 00, sem sofrer em nenhum momento perigo de perder a liderança no placar. Esta foi a quinta vitória alvinegra no clássico. O Storm ainda tem a vantagem histórica, com seis triunfos, mas ficou de fora da final desta vez.

O jogo

E o nervosismo inerente por todos os atributos mencionados acima justifica a série de erros que impediu a movimentação do placar no primeiro quarto. O kicker corinthiano Emerson arriscou dois field goals (ambos de mais de 40 jardas) e não acertou. O quarterback americano Lee Wells sofreu uma interceptação, enquanto do lado do Storm houve até erro de snap que possibilitou ao Steamrollers recuperar a bola.

No segundo quarto, Mura desperdiçou um field goal para o Storm e, pouco tempo depois, a Tempestade Azul sofreu um fumble forçado por Jesus, que Brizante recuperou para o Corinthians. O touchdown demorou a sair e, quando saiu, foi com Rodrigo Brown, abrindo 06 a 00 para o Steamrollers (erro de ponto extra).

No terceiro quarto, o kicker Emerson se redimiu dos dois field goals que errou no primeiro quarto, e converteu dois, aumentando a vantagem do Corinthians para 12 a 00.

Diferente das partidas anteriores, o jogo corrido do São Paulo Storm não funcionou. Di e Kinho não tiveram chances de retorno; os quarterbacks Cauê Martins e Nick revezavam durante o jogo e arriscaram alguns passes, mas a defesa corinthiana estava em uma tarde inspirada.

No último quarto, o Storm finalmente teve a chance de reagir e incendiar a partida, mas acabou sofrendo um fumble na linha de duas jardas para a endzone, recuperado por Gabriel Monteiro. Com isso, as chances da Tempestade Azul virar o jogo foram por água abaixo.

Entrevistas (inscreva-se em nosso Youtube)

Sampa Bowl X

No fim, vitória do Corinthians Steamrollers por 12 a 00, que chega a decisão da SPFL invicto, e terá a oportunidade de disputar o Sampa Bowl X contra seu algoz da temporada passada na liga estadual, o Rio Preto Weilers. A partida será disputada no dia 14 de julho, no Estádio Ícaro de Castro Mello, no Ibirapuera, ás 14h com transmissão do BandSports. A equipe campeão ganhará R$ 10 mil, enquanto o vice-campeão fica com R$ 5 mil.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorWeilers usa “Transformer” para virar sobre o Ocelots e chegar à final
Próximo artigoMexicano Rodolfo Negro é o novo head coach do Galo FA
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here