Vasco vira, derrota Flamengo e é campeão

1
244
Em incrível virada e vantagem de um só ponto, o Vasco Almirantes ficou com o título carioca de 2019 Foto: @dom.infocus

Em jogo digno de um dos maiores clássicos do futebol americano nacional, o Vasco Almirantes usou seu forte time de especialistas e de muita garra no final da partida para poder sagra-se, pela primeira vez, campeão carioca da modalidade.

O placar de 18 a 17 sobre o Flamengo Imperadores computou o quarto triunfo cruzmaltino contra os rubro-negros, que tem seis vitórias no total. No ano passado, as equipes se enfrentaram na final da primeira edição do estadual que contou com as equipes do Rio de Janeiro. Na ocasião, a vitória foi do Flamengo.

O jogo

O jogo começou disputado, com avanços sendo anulados por ações defensivas impactantes de parte a parte. Após punt, o Flamengo começou o ataque na linha de três jardas. O Vasco pressionou, o snap saiu errado e o Flamengo optou por recuperar a bola e ceder um safety e não um touchdown: 2 a 0 Vasco.

O Flamengo reagiu interceptando o quarterback Daniel Gazelle na companha seguinte, já no campo de ataque. Já na redzone, o jogo virou para o segundo quarto, assim como fez o Flamengo: o agora quarterback Rafael Double F achou Carlos na endzone para o touchdown – com o ponto-extra, 7 a 2 para o Flamengo.

O Vasco reagiu com grande retorno do craque Loan Felisardo, deixando a equipe cruz-maltina na jarda 26 do campo de ataque. No entanto, um bloqueio ilegal pelas costas anulou todo o avanço. O Vasco arriscou até a quarta descida para tentar renovar suas chances, mas não conseguiu.

A decisão do head coach Barandas deu a bola na jarda 30 de ataque para os rubro-negros. Em tentativa de field goal, o chute de Kevin foi bloqueado por Thiago Costão, não permitindo a ampliação da vantagem do Flamengo.

Em sua campanha, o Vasco não conseguiu avançar muito. Em resposta, o wide-receiver Carlos conseguiu uma big play ao receber o lançamento de Double F e correr 95 jardas até a endzone. O ponto-extra foi convertido e o Flamengo abriu uma boa vantagem antes do intervalo: 14 a 2.

No terceiro quarto, um bom punt do Vasco colocou o Flamengo novamente com as costas na parede. Double F foi perseguido pelo front seven do Vasco dentro da endzone e acabou sofrendo um sack – mais um safety para o time cruzmaltino, com o placar indo a 14 a 4.

Retomando a bola, o Flamengo passou a usar as corridas para gastar o tempo e proteger a sua posse de bola. Mas o Vasco devolveu no retorno de punt de forma letal: Loan retornou 75 jardas para fazer mais um lindo touchdown na final. Com o ponto-extra convertido, o Vasco diminuía a vantagem do Flamengo para 14 a 11.

No último quarto, o Flamengo reagiu na ponte aérea que vinha dando certo no jogo: Double F passou para Carlos, que sofreu interferência de passe. Com a falta, o Flamengo estava na redzone e foi para o field goal com Kelvin: 17 a 11.

O Vasco reagiu de maneira mortal. No meio do campo, Daniel Gazelle entregou a bola para o running back Pacquiao. Com ótimos bloqueios de sua linha ofensiva, o corredor percorreu 45 jardas e empatou o jogo. O ponto-extra garantiu a virada impressionante do Vasco Almirantes, faltando dois minutos para o fim da partida: 18 a 17.

Pressionando pelo tempo e pela defesa do Vasco, Double F lançou buscando Carlos, mas foi Franco, cornerback do Vasco, que encontrou a bola. Com a interceptação, o time cruzmaltino ainda correu com o imortal R40 para garantir o first down e ajoelhar para comemorar o título.

> Saiba todos os detalhes do estadual em nossa página especial

COMPARTILHAR
Artigo anteriorGalo vence e busca bicampeonato no Minas Bowl
Próximo artigoIstepôs vira e chega à quinta final seguida contra o T-Rex
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

1 COMENTÁRIO

  1. Que jogo meus amigos! E que performance do Vasco!
    Não abaixou a cabeça, e correu atrás da virada.
    Que dia pra ser torcedor cruzmaltino!

    #Casaca

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here